O empresário Luciano Hang perdeu nesta terça-feira (9) uma batalha judicial contra o Youtuber Felipe Neto, depois que o influencer criticou o dono da Havan ter passado a vender alimentos essenciais para continuar com as lojas abertas na pandemia.

Segundo apurado pelo portal UOL, o juiz do caso julgou improcedentes os pedidos de Hang e declarou que não houve qualquer dano à honra do empresário ou da Havan.

"No presente caso, as manifestações dos requeridos não extrapolaram os limites da liberdade de imprensa e livre manifestação do pensamento em expor críticas e insatisfações, e, tampouco, atingiram o direito da personalidade dos autores", diz a sentença.

A manobra feita pela Havan tinha o objetivo de impedir o fechamento das lojas quando decretos por todo o país autorizavam somente os serviços essenciais a permanecerem abertos para frear a escalada da pandemia da covid-19.

A empresa passou a vender alimentos e, portanto, conseguiu amparo legal para manter suas lojas abertas.

Cabe a Luciano Hang arcar também com os honorários dos advogados de defesa de Felipe Neto, que chegam a R$ 5 mil.