Grupo da Secretaria da Fazenda monitora movimentação do setor farmacêutico | Foto Divulgação/Agência Brasil

Grupo da Secretaria da Fazenda monitora movimentação do setor farmacêutico | Foto Divulgação/Agência Brasil

Pela primeira vez desde a sua criação, em 2006, o Gesmed – Grupo Especialista Setorial de Medicamentos, Cosméticos, Perfumaria e Produtos de Higiene, da Secretaria da Fazenda de SC, arrecadou mais de R$ 100 milhões em um mês.

De acordo com o coordenador do grupo, o auditor fiscal Carlos Michell Socachewsky, a arrecadação do Gesmed em setembro passado foi de R$ 102,843 milhões, um crescimento de 7,1% em relação a setembro de 2017 e um aumento de 11,73% na comparação com o mês anterior.

Composto por 10 auditores fiscais (quatro em Florianópolis, três em Blumenau, dois em Criciúma e um em Lages), o Gesmed é responsável pelo monitoramento de 235 empresas que atuam no setor, inclusive de fora do Estado, mas que vendem e/ou distribuem produtos em Santa Catarina.

“Estão sob monitoramento permanente do Grupo as lojas de cosméticos, farmácias, distribuidoras e as indústrias farmacêuticas, além de outros segmentos indiretamente ligados ao setor, como o Polo Fármaco de Itajaí, que foca na importação de medicamentos e congêneres”, explica Socachewsky. “Com o conhecimento e manuseio de um grande volume de banco de dados, podemos focar nosso trabalho de forma precisa em situações que apontem indícios de irregularidades, sobretudo na substituição tributária”, afirmou Socachewsky, que desde 2015 coordena o Gesmed.

Segundo o coordenador, o desempenho em setembro pode significar uma tendência de evolução na arrecadação para os últimos meses de 2018, após um ano difícil em função da crise econômica e da greve dos caminhoneiros, que provocou uma queda nas receitas durante aquele período.

No acumulado do ano, a arrecadação do Gesmed teve um crescimento de 2,06% (a meta é 8%), contra uma evolução da arrecadação de 13,38% em 2017, em relação a 2016.

Quer receber as notícias no WhatsApp?