É cada vez mais necessário às organizações de todos os setores disporem de mão de obra qualificada para lidar com o cenário de expansão tecnológica. Com o atual ritmo de crescimento, o mercado sente a carência de profissionais aptos e dispostos a desenvolver tecnologia local.

Percebendo esta urgência, o Novale Hub – Centro de Inovação Jaraguá do Sul lança o curso DevNovale, que dará a estudantes do ensino médio da região a oportunidade de aprender a programar, além de inseri-los no mercado de trabalho ao fim do currículo. Tudo isso de maneira gratuita.

Marco Antônio Murara, coordenador de ecossistemas do Novale, explica que o programa visa o benefício mútuo entre o estudante e o mercado.

“Pela alta demanda de programadores no mercado de trabalho, muitos com uma alta remuneração, trabalhando em home office e recebendo em dólar, é difícil atrair essa mão de obra para um local onde o setor ainda está em desenvolvimento. A solução encontrada é dar ao jovem estudante a oportunidade de especializar e, quem sabe, seguir uma carreira a nível superior na computação. Às empresas e incubadoras, o fator humano necessário”.

Alinhada ao crescimento tecnológico e industrial, está também o desenvolvimento socioeconômico. Um mercado emergente atrai investimentos e inventiva o empreendedorismo. Além disso, o programa visa atender especialmente estudantes de baixa renda, como explica a coordenadora educacional do Senai, Viviane Ciez.

“Das 80 vagas ofertadas, 50% serão destinadas a estudantes em situação de vulnerabilidade, mediante apresentação do CadÚnico no momento da inscrição”.

O potencial de crescimento deste nicho em Jaraguá do Sul é enorme, mas há muito a ser pavimentado. Murara explica que “enquanto Florianópolis, por exemplo, percebeu que a indústria do turismo chegou no ápice de aproveitamento e a geografia da Ilha impede a industrialização, a incubação de startups e aquecimento do mercado tecnológico foi o caminho para continuar crescendo”.

Mas é inegável que a Capital possui fatores que possibilitam não apenas a formação local, mas a importação orgânica de mão de obra. Joinville, com seu polo industrial, encontrou solução parecida e hoje também figura entre os grandes centros incubadores de Santa Catarina.

Ao notar o potencial de Jaraguá do Sul de seguir o mesmo caminho, surge nova parceria entre o Centro de Inovação do município e o Senai, em que prevalece a união de forças para crescimento local.

“O Senai entrará com toda a parte estrutural e pedagógica, com aporte e orientações do Centro de Inovação”, explica Viviane.

Sobre o curso

Serão 80 vagas para 200 horas de curso. Delas, dividem-se nos módulos de empreendedorismo (24h), design de produto (24h) e programação (152h), em turnos matutino, vespertino e noturno.

O curso será ministrado na unidade do Senai do bairro Rio Molha, entre julho e dezembro.

Os adolescentes interessados deverão se inscrever pelo site, até o dia 30 de maio, enviando atestado de matrícula no ensino médio, cópias de documentos como RG, CPF e comprovante de residência tanto do jovem quanto do responsável legal.

Os candidatos que estiverem em situação de vulnerabilidade social também deverão enviar uma cópia do Cadastro Único (CadÚnico), oferecido pela prefeitura da sua cidade.

O período de inscrição vai de 9 a 30 de maio e uma prova seletiva será aplicada no ato.