O estado norte-americano do Missouri vai processar o governo chinês e outras instituições de relevo por considerar que o papel que desempenharam na pandemia no novo coronavírus prejudicou fortemente essa região dos Estados Unidos (EUA).

Entre a lista de acusações, o Missouri alega que a potência asiática poderia ter evitado a pandemia.

“As autoridades chinesas enganaram o público, suprimiram informação crucial, detiveram denunciadores, negaram que a transmissão acontecesse de pessoa para pessoa apesar das provas, destruíram investigações médicas, permitiram que milhões de pessoas fossem expostas ao vírus e monopolizaram equipamento de proteção pessoal”, diz o processo lançado pelo Missouri.

Tudo isso causou “uma pandemia global que era desnecessária e evitável”, afirma o documento, citado pela CNN. A decisão de avançar com o processo foi anunciada nessa terça-feira (21) pelo procurador-geral do Missouri, Eric Schmitt.

O estado norte-americano alega que, no momento em que a comunidade médica chinesa já sabia que o vírus se transmitia entre humanos, a China não informou a Organização Mundial da Saúde.

Especialistas da área jurídica acreditam que o processo lançado pelo Missouri não terá muita possibilidade de avançar, uma vez que a China se encontra protegida por imunidade soberana.

O processo diz ainda que os líderes chineses fizeram pouco para impedir a propagação da covid-19, tendo permitido que milhares de pessoas viajassem de e para a cidade de Wuhan, onde teve início o surto, em um momento em que já havia muitos infectados.

“Por volta do dia 16 de janeiro, e apesar de saberem dos riscos, os líderes de Wuhan organizaram um jantar festivo para 40 mil habitantes, aumentando o potencial alastramento do vírus. Os réus permitiram eventos públicos em massa e entradas e saídas de Wuhan, apesar de conhecerem os riscos da covid-19, incluindo o da transmissão entre pessoas”, afirma o texto.

 

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Mais notícias você encontra na área especial sobre o tema:

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul