A transformação digital de Jaraguá do Sul, com a integração de plataformas de serviços públicos, e de áreas como trânsito, segurança pública, saúde e educação, apoiadas na tecnologia 5G, deu mais um passo para que o município seja reconhecido no conceito de cidade inteligente, ou “Smart City”.

Para viabilizar o projeto, entidades como Acijs, CDL, Fiesc, Católica de Santa Catarina, Novale Hub, juntamente com a Prefeitura e Câmara de Vereadores, se reuniram nesta quarta-feira (28) com representantes da Anatel – Agência Nacional de Telecomunicações e da ABDI – Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial.

A Anatel, como agência reguladora da introdução da tecnologia de Internet 5G, e a ABDI atuando no fomento de projetos de digitalização voltados à indústria, agricultura e cidades, são consideradas estratégicas na implementação do projeto, na opinião do presidente da Acijs e do Centro Empresarial, Luis Hufenüssler Leigue.

O encontro ocorreu no Centro Empresarial, aproveitando a presença de diretores da Anatel e da ABDI em Jaraguá do Sul. Luis Leigue ressalta que a ideia de conciliar as agendas deu oportunidade à entidade de apresentar o projeto e estreitar a relação com as duas instituições que hoje estão à frente do programa nacional de transformação digital no setor produtivo e nas cidades.

Ele explica que a iniciativa é abrangente, envolvendo todas as experiências que Jaraguá vem adotando seja no campo da inovação na indústria, no comércio e na administração pública. Organizadas em um amplo projeto que integra todas essas frentes, o objetivo é melhorar ainda mais os indicadores de qualidade de vida da população, por meio de serviços públicos com mais eficiência e um ambiente favorável para o crescimento da cidade com sustentabilidade econômica, social e ambiental.

“É um projeto ousado, com foco na tecnologia e na inovação, onde já temos avançado como município, mas é preciso que essa estrutura seja apoiada fortemente por equipamentos e principalmente com o suporte do 5G”, assinala Luis Leigue. Nesse sentido, a entidade pediu à Anatel para que Jaraguá do Sul seja incluída entre os municípios com prioridade no plano nacional da banda 5G.

Um dossiê com informações sobre o que a cidade já dispõe em ambientes dedicados à inovação e digitalização foi entregue à diretoria da ABDI. O documento mostra como o município vem se estruturando, relacionando exemplos de aplicações de plataformas digitais em serviços ofertados pela administração municipal, na educação, saúde e segurança, projetos das empresas com viés tecnológico aplicado à mobilidade elétrica e energias renováveis, entre outras iniciativas.

O presidente da ABDI, Igor Nogueira Calvêt, reconheceu os avanços que Jaraguá do Sul vem alcançando por iniciativas da comunidade e disse que essa mobilização é um passo importante para viabilizar o projeto “Smart City”. Acompanhado da assessora da presidência Marcela Carvalho, ele fez um relato da atuação da entidade e manifestou apoio na evolução das tratativas com o município.

Na reunião, o vice-prefeito Jair Franzner, representando o prefeito Antídio Lunelli, reiterou a disposição do município em apoiar o projeto. O presidente da Câmara de Vereadores, Onésimo Sell, destaca avanços do Poder Legislativo para a aprovação de leis que favoreçam a iniciativa, dentre elas a que cria o SandBox Regulatório. Outra inovação é um Projeto de Lei que determinará que os novos empreendimentos imobiliários contemplem na planta pontos de recarga para veículos elétricos.

Também no encontro, o deputado federal Carlos Chiodini disse que é possível buscar recursos de emendas parlamentares, ou em outras articulações, para que o projeto seja viabilizado.