A empresa joinvilense da área de software jurídico, ProJuris, com mais de dois mil clientes e presença em todas as regiões do Brasil, fechou o ano de 2019 com crescimento de 50% em sua receita.

O resultado atingindo fez a empresa atingir a meta de EBITDA, iniciando o ano de 2020 com distribuição de lucro (PPR) para os 150 funcionários. Segundo o CEO da empresa, Sergio Cochela, 2019 foi o melhor ano da empresa em crescimento e em lucratividade, indicando que o mercado jurídico está procurando soluções para se modernizar.

“O propósito da ProJuris é utilizar tecnologia para eliminar ineficiências no mundo jurídico, e cada novo cliente conquistado significa um passo adiante na modernização e aumento da eficiência de departamentos jurídicos e escritórios de advocacia”, comenta Cochela.

De acordo com ele, no segmento de software, as empresas que crescem, deixam de dar lucro e vice-versa.

“Diferente do restante do mercado, nós conseguimos crescer muito e de forma recorrente sem abrir mão de lucratividade, graças à competência e engajamento do time ProJuris e à confiança depositada em nós pelos nossos clientes", explica. Em 2020, o planejamento da ProJuris continua focado no crescimento.

"Vamos focar nossos esforços no crescimento acelerado e na satisfação dos nossos clientes, consolidando nossa posição de empresa reconhecida pela inovação e ótimo atendimento", acrescenta Cochela.

Diariamente, a ProJuris atende mais de duas mil empresas e escritórios de advocacia atendidos, somando mais de 20 mil advogados em todo o Brasil.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger