Um aspecto pouco discutido dos investimentos em inovação é a chamada inovação incremental - a aplicação de novas tecnologias em equipamentos já existentes, de forma a aprimorá-los, readequá-los e evitar a obsolescência.

É com este tipo de inovação que trabalha a Top Service, empresa que se desenvolveu na incubadora tecnológica da Católica de Santa Catarina, a JaraguaTec.

Fundada pelos engenheiros Marcelo Blind, Michael Niemann e Elienai Matias em fevereiro de 2017, a empresa trabalha com o desenvolvimento e a implementação de soluções inovadoras para manutenção de equipamentos.

"Muitos equipamentos que ainda tem uso são arcaicos, e as peças para manutenção deles não estão mais disponíveis, e é com isso que nós trabalhamos, desenvolvendo maneiras de contornar estes desafios", conta.

Um exemplo disto são monitores de Controle Numérico Computadorizado (CNC), usados em vários equipamentos industriais para controle e verificação do funcionamento das máquinas.

"Muitos destes monitores não tem reposição, e o sistema de leitura das máquinas não é compatível com monitores novos, então desenvolvemos um monitor nosso que serve como reposição para as partes dos modelos antigos", esclarece Blind.

A empresa já prestou serviços de manutenção para a usina de Belo Monte e para a CIE, empresa de maquinário industrial responsável pela construção das comportas e turbinas de Itaipu.

Foto Eduardo Montecino/OCP News

"Eles constataram problemas na máquina que dobrou as chapas usadas para fazer as comportas de Itaipu, e nos chamaram para atualizar o maquinário", explica Marcelo.

Outro serviço que a empresa tem prestado é na manutenção dos parquímetros do estacionamento rotativo em Jaraguá do Sul.

"Antes este serviço era prestado pelo fabricante, em São Paulo, o que era oneroso e envolvia uma logística complexa. Agora estamos trabalhando para prestar este serviço em outras cidades próximas", conta.

Segundo o trio, este trabalho não seria possível sem a estrutura oferecida pela incubadora.

"É por termos este espaço e o laboratório do JaraguaTec, onde podemos testar as peças de reposição que desenvolvemos, que pudemos por em prática estas soluções inovadoras para equipamentos que se tornariam obsoletos", diz Blind.

Inovação pensada para a indústria

Para o diretor da incubadora, Victor Danich, é importante  fomentar este tipo de solução industrial durante a recuperação da economia.

"Não basta apenas investir em soluções de tecnologia da informação, que tem recebido muita atenção, nós precisamos de inovações tanto incrementais quanto radicais na indústria, nos campos da produção", explica.

De acordo com o acadêmico, toda forma de inovação é essencial, mas se o país vai se reindustrializar e ampliar sua atividade econômica, é preciso criar soluções de engenharia e produção, como inovações de materiais, equipamentos e projetos.

"Assim podemos transformar nossas exportações de matéria prima em produtos trabalhados e diminuir nossa dependência de equipamento importado, o que o projeto deles tem feito", avalia Danich,

 

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?