O mês de maio registrou o pior resultado do ano para Jaraguá do Sul, com perda líquida de 218 postos de trabalho, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta quinta-feira (27) pelo ministério da Economia.

Este é o primeiro resultado negativo do ano, puxado primariamente por perdas na indústria - com saldo negativo de 234 postos de trabalho - e no comércio, que perdeu 43 empregos. A agropecuária também registrou perda, de três postos.

No mesmo mês, o estado registrou perda de 1.159 postos de trabalho, enquanto a União registrou a criação de 32.140 empregos com carteira assinada.

Com o resultado negativo de maio, o saldo para os últimos doze meses se tornou negativo, com 37 postos de trabalho formais a menos do que havia em maio passado, com resultados acumulados piores na indústria - 194 empregos fechados - e na construção civil, com 104 perdas.

No ano, o saldo de Jaraguá do Sul segue positivo, com geração de 1.888 postos de trabalho. No panorama anual, apenas comércio, extração mineral e serviços industriais de utilidade pública registram saldo negativo, de 29, quatro e três postos, respectivamente.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito: 

WhatsApp  

Telegram  

Facebook Messenger