Em encontro da Fapesc nesta quarta, governadora em exercício conhece histórias de empreendedoras de SC

Divulgação/Secom

Por: Pedro Leal

21/02/2024 - 09:02 - Atualizada em: 21/02/2024 - 09:24

Camilla Telles e Camila Dutra, da EuConecto, têm suas histórias no empreendedorismo ligadas à Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc). Por meio do Programa Mulheres+Tec, a startup catarinense recebeu apoio financeiro para produzir uma plataforma focada no empreendedorismo feminino. Criada para conectar assuntos sobre inovação, tecnologia e investimentos, a EuConecto já reuniu mais 400 mulheres de diversos estados brasileiros.

Com a plataforma, que será lançada no dia 9 de março, a startup pretende ampliar o trabalho para mais mulheres.

“Através do edital da Fapesc teremos a oportunidade de lançar uma plataforma e oferecer um local para a realização de negócios entre mulheres e empresas, no estilo oportunidades e vagas de trabalho”, afirma Camilla Telles.

A empreendedora explica que, ao longo dos dois anos de atividades, foram desenvolvidos encontros com profissionais de diferentes áreas para abordar pautas que contribuam com a transformação dos negócios.

Projeto da SulBiogás prevê a construção de um biorreator capaz de converter a biomassa residual de fazendas produtoras de leite em bioinsumo agrícola
Outra empreendedora que tem recebido apoio do Governo do Estado ao longo de sua jornada é Iara Dreger, da SulBiogás, de Florianópolis. Para tirar sua ideia do papel e criar uma startup ela passou por dois programas da Fapesc, primeiro o Programa Nascer e depois o Mulheres+Tec.

Com os recursos que recebeu, a SulBiogás envolveu 20 pessoas no projeto do biorreator, de bolsistas de graduação a doutores e pesquisadores. “Esse programa é uma oportunidade para as mulheres participarem do mercado com ideias inovadoras. Iniciativas como esta colaboram para que mais empreendedoras participem do ecossistema de inovação catarinense”, comemora Iara.

O projeto de Iara que recebeu apoio foi o biorreator BioNa (Biotecnologia + Nascer), um equipamento industrial, modular e escalável, para converter a biomassa residual de fazendas produtoras de leite em bioinsumo agrícola e em biocombustível gasoso para a geração de eletricidade, água quente e refrigeração.

Governadora em exercício acompanha eventos voltados para mulheres

Nesta quarta-feira, 21, Iara e dezenas de empreendedoras de todas as regiões de Santa Catarina estarão reunidas em um encontro promovido pela Fapesc, que contará também com a presença da governadora em exercício de Santa Catarina, Marilisa Boehm, do presidente da Fapesc, Fábio Wagner Pinto, e da diretora de Ciência, Tecnologia e Inovação da Fapesc, Valeska Tratsk.

O evento, marcado para as 13h, no Sebrae Santa Catarina, vai reunir as líderes dos projetos que já receberam fomento do Governo do Estado, por meio da primeira e segunda edição do edital do Programa Mulheres+Tec.

Durante o evento será realizado o anúncio de novas oportunidades que juntas totalizam R$ 5 milhões em fomento concedido pelo Governo do Estado, via Fapesc. Trata-se do lançamento de dois editais: o inédito Mulheres+Pesquisa e a terceira edição do Mulheres+Tec.

O lançamento dos editais está marcado para o dia 8 de março e contará com a presença da atual governadora em exercício, Marilisa Boehm.

Mulheres+Tec 3

O edital Mulheres+Tec 3, voltado à inovação e ao empreendedorismo, vai conceder um aporte de até R$ 120 mil para cada projeto aprovado.

Mulheres+Pesquisa 1

O edital Mulheres+Pesquisa 1, que tem o objetivo de estimular a presença de mulheres no desenvolvimento da ciência catarinense, vai beneficiar cada projeto aprovado com até R$ 130 mil.