A CDL de Joinville divulgou nota na manhã desta terça-feira (29) afirmando que entende a importância do movimento organizado pelos caminhoneiros em todo o País, com o apoio da população, pois mostrou a união desta categoria, a importância dela para o Brasil e, ao mesmo tempo, o impacto que causam os impostos nos preços dos combustíveis e nos demais produtos.

Mas, segundo o presidente da CDL de Joinville, Frederico Cardoso dos Santos, "chegamos a um momento crucial, em que setores imprescindíveis da sociedade estão sendo gravemente atingidos".

"As reivindicações devem continuar, mas em outro nível, na base do diálogo. Os prejuízos para a economia brasileira já são incalculáveis, o que inclui o comércio de Joinville", afirma Frederico.

Levantamento feito pela CDL confirma que parte de nossos associados já sente perdas em seus negócios, porém, a entidade em nenhum momento defende o fechamento de lojas.

"É o momento de o País voltar à normalidade, sob pena de chegarmos a uma situação de difícil reversão", disse o presidente.