Segundo informações da CNN, a Walt Disney Company, maior conglomerado de entretenimento do mundo, deve demitir 32 mil funcionários no primeiro semestre de 2021.

Em setembro, a empresa havia informado em setembro que demitiria cerca de 28 mil trabalhadores; nesta quarta-feira, o grupo encaminhou um novo comunicado à Securities and Exchange Comission, o equivalente à Comissão de Valores Mobiliários no Brasil, informando do novo total e da previsão de prazo para as demissões.

No início de novembro, a gigante do entretenimento afirmou que estaria dispensando trabalhadores de seu parque temático no sul da Califórnia, diante da incerteza sobre quando o estado permitiria a reabertura dos parques.

A Disney foi uma das empresas mais diretamente afetadas pela pandemia de Covid-19, se vendo obrigada a suspender viagens de cruzeiro, fechar parques e atrasar o lançamento de filmes.

O ano soma um prejuízo, até o dia 30 de setembro, de US$ 2,8 bilhões para a empresa, contra o lucro de US$ 10,4 bilhões registrado no mesmo período de 2019.

Entre os filmes que foram diretamente afetados pela pandemia, estiveram a animação Dois Irmãos: Uma Jornada Fantástica e o remake live action de Mulan, ambos lançados diretamente para streaming no serviço Disney+ em boa parte do globo.

Viúva Negra, o próximo filme do universo cinematográfico da Marvel, se viu adiado para 2021, marcando este o primeiro ano desde 2010 sem nenhum filme do Universo Cinematográfico da Marvel nos cinemas.

O filme estrearia em maio deste ano, sendo adiado para maio de 2021.

Todos os 12 de seus parques na América do Norte, Ásia e Europa foram fechados entre março e maio.

Embora a Disney tenha reaberto os parques temáticos em Xangai e na Flórida, seu parque principal na Califórnia permanecerá fechado pelo menos até o fim do ano.

O parque em Paris teve que ser fechado novamente em outubro diante de um bloqueio nacional na França.

Segundo o jornal O Globo, a intenção do grupo era que os parques temáticos da Disney na Flórida e fora dos Estados Unidos reabrissem ainda este ano.

O planejamento seguia na condição de que não houvesse registros de novos surtos de coronavírus, mas seguindo medidas sanitárias, como distanciamento social estrito, testes e uso de máscara.

Os parques temáticos da empresa em Xangai, Hong Kong e Tóquio permanecem abertos.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul