Mesmo em tempos de pandemia, Criciúma registrou 3.760 novas empresas de janeiro a outubro deste ano. A quantidade garantiu a oitava colocação do município no ranking de Santa Catarina. A cidade também teve apenas 29,7% de inadimplência de Microempreendedores Individuais (MEIs). O levantamento foi realizado pelo Governo Federal.

“Essa posição no ranking é reflexo de um ótimo trabalho desempenhado pela Prefeitura de Criciúma. Isso nos motiva a querer mais e a criar um ecossistema cada vez mais atrativo para o empreendedor que queira se instalar aqui”, comentou o gerente da Diretoria de Desenvolvimento Econômico, Tecnologia e Inovação de Criciúma, Edson Silva.

Segundo ele, o resultado é fruto de diversas iniciativas promovidas pelo Governo Municipal. “Uma delas é a Cidade Empreendedora, uma parceria com o Sebrae, que tornou o processo de abertura de uma empresa mais simples e fácil. Também podemos citar a Lei da Liberdade Econômica que trouxe muitas vantagens para quem quer empreender”, explicou.

Contas em dia

O levantamento também mostrou que os MEIs de Criciúma estão com baixo índice de inadimplência. “Acreditamos que boa parte disso se deve aos treinamentos e orientações que a Casa do Empreendedor vem realizado com eles. No setor, por exemplo, temos três funcionários para atenderem exclusivamente os microempreendedores”, disse Silva.

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp