A Copa do Mundo de 2022, que começa em 20 de novembro, no Catar, deve movimentar cerca de R$ 1,48 bilhão no Brasil, conforme previsão da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). As cifras podem chegar a R$ 91 milhões em Santa Catarina. A estimativa cruza uma série de indicadores, entre eles dados do mercado de trabalho, crédito e volume de vendas.

A projeção nacional está 7,9% acima do volume registrado na Copa de 2018 (1,37 bi). Os segmentos de móveis e eletrodomésticos, seguido por eletroeletrônicos e artigos pessoais, devem puxar as vendas do varejo- a expectativa de faturamento é de R$ 535 milhões e R$ 332,6 milhões, respectivamente.

Em setembro, as pesquisas por smart TVs em lojas online cresceram 6,7% em comparação a agosto. Nas Copas anteriores, a alta foi de 5,3% (2018) e 6,3% (2014). A importação de aparelhos no terceiro trimestre deste ano mais que triplicou em relação ao mesmo período do ano passado – foram USD 2,41 milhões. A queda nos preços (- 3,2% de janeiro a agosto, segundo IPCA) e a Black Friday devem levar os consumidores às lojas em novembro e dezembro.