Profissionalizar o pequeno varejo brasileiro por meio de capacitação técnica gratuita.

Este é o objetivo central do movimento #CompredoBairro, iniciativa de ação socioeconômica lançada nesta segunda-feira (6) por um grupo de empresários com o apoio do Sebrae.

O movimento segue a mesma direção do "#NãoDemita", que conta com esforços empresariais para preservar empresas, empregos e vivências durante o período de quarentena.

Gestão Financeira e Contábil, Gestão Fiscal, Marketing Digital, Recursos Humanos, Digitalização e Experiência do Consumidor são alguns dos temas que estão no rol do programa de conteúdos de atualização profissional ao pequeno varejo que serão disponibilizados por meio de uma plataforma online.

Para ter acesso ao conteúdo, basta que os lojistas interessados acessem o portal, podendo futuramente se cadastrar para receber atualizações enviando um e-mail para o endereço contato@compredobairro.com.br.

Nas redes sociais do movimento no Facebook e no Instagram será possível acompanhar postagens com informações relevantes e de interesse para o setor.

Além de prestar informações para pequenos varejistas, o movimento conclama a população para que, ao fazer as compras durante este momento, favoreça os pequenos empresários locais e compre nas lojinhas, verdureiras e mercadinhos de bairro ao invés de favorecer os grandes varejistas.

Em um segundo momento, com a reabertura do comércio amplo, o movimento pretende focar estes esforços no estímulo das compras locais em todo o mercado consumidor.

"Na hora de fazer suas compras, compre do bairro. Lembre da lojinha do bairro. Da floricultura do bairro. Da simpatia do bairro. Ajude um pequeno negócio a continuar existindo. Até mesmo aquela pequena compra, nesse momento, pode fazer diferença em um pequeno negócio. Deixe essa atitude ganhar as ruas por você. Na hora de comprar, compre do bairro", pede o movimento.

Apoio de grandes empresários

Segundo dados oficiais do Sebrae (2019), 6,3 milhões de pequenos negócios compõem o pequeno varejo brasileiro, setor responsável pelo sustento direto de cerca de 13 milhões de pessoas no Brasil.

Ainda de acordo com a entidade, estima-se que o segmento seja fonte de renda para quase 43 milhões de brasileiros no total.

Para Guilherme Weege, CEO do Grupo Malwee e um dos embaixadores do movimento #CompredoBairro, esses números oficiais retratam “a importância socioeconômica e a força do pequeno varejo nacional”, setor que deve ser um dos mais afetados pela crise econômica agravada pela pandemia de Covid-19.

“Somos lideranças brasileiras reunidas em torno de uma só causa: ajudar o pequeno varejista brasileiro a se profissionalizar e, assim, se tornar mais competitivo diante deste cenário econômico complexo e adverso que estamos vivenciando", afirma Weege.

"Conhecemos, de maneira bastante próxima, as dores, as angústias e as incertezas que rondam esses comerciantes e sabemos que a falta de capacitação técnica especializada é uma questão que se impõe urgente para esse segmento, sobretudo neste momento”, completa.

Veja outros líderes empresariais que participam do movimento

  • Guilherme Weege - CEO do Grupo Malwee
  • André Street - Cofundador da Stone
  • Fred Trajano - CEO do Magazine Luiza
  • Artur Grynbaum - CEO do Grupo Boticário
  • Alcione Albanesi - Presidente da ONG Amigos do Bem
  • Jean Jereissati Neto - CEO da Ambev
  • Marcel Szajubok - CEO da Embelleze VD
  • Ana Fontes - Presidente do Instituto Rede Mulher Empreendedora

 

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Mais notícias você encontra na área especial sobre o tema:

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul