Durante essa sexta-feira (24), quem caminhar pelo centro de Jaraguá do Sul pode se surpreender com as ofertas atrativas que o comércio preparou para os consumidores. Por onde se passa, é possível avistar as placas anunciando 30%, 50% e até 70% de desconto espalhadas pelas vitrines, uma tentativa do varejo de movimentar as vendas e conquistar novos clientes antes da chegada do Natal. A expectativa é de que a sétima edição do Black Friday, que ocorre hoje em todo o Brasil, ajude a trazer bons resultados para o comércio jaraguaense e, em contrapartida, boas barganhas para o consumidor, que está cada vez mais disposto a aproveitar a data. A estimativa do Serasa é de que hoje três em cada dez  brasileiros aproveitem algumas das ofertas apresentadas pela campanha, movimento que pode ajudar a abrir a temporada de fim de ano com avanços importantes para o setor. Até agora, o cenário é de otimismo – segundo a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Jaraguá do Sul, o setor espera um crescimento médio de pelo menos 10% nas vendas para a data, sobre o mesmo período do ano passado. O otimismo é compartilhado pelos comerciantes, especialmente nos segmentos mais movimentados pela promoção, como os de eletrônicos e eletrodomésticos. Na Multisom do calçadão, por exemplo, a expectativa é de que haja itens de alto valor agregado, como móveis e eletrodomésticos, apresentam redução de mais de R$ 2 mil, explica o gerente. Para atrair os consumidores, a rede começa a preparar as ofertas e negociar com os fornecedores um mês antes da promoção. A medida possibilita que a empresa aplique bons descontos também em produtos de linhas novas, além dos itens que desejam liquidar das prateleiras. Por lá, os descontos são de até 30%, o que no caso de uma TV pode representar R$ 2 mil a menos na hora da compra. “Temos uma TV da LG que está de R$ 8.999,00 por R$ 6.499,00. Já o smartphone Samsung J7 Prime está de R$ 1.349,00 por R$ 929,00”, exemplifica Roesel. Algumas ofertas costumam ter tanta aderência entre os consumidores que os produtos esgotam antes mesmo do fim do dia. “É uma data muito importante para o comércio e que hoje já começa a ter mais pelo no Brasil”, diz o gerente. Além da sexta-feira, a rede irá estender algumas ofertas também para o sábado, dia 25, ficando aberta até as 17h em Jaraguá do Sul. Os eletroeletrônicos estão entre os itens mais buscados por 37% dos consumidores na Black Friday, enquanto os itens de telefonia são o foco de 18% dos compradores. Lojas aderem na expectativa de atrair novos clientes Algumas lojas da região estão apostando na Black Friday como uma ferramenta de atração de novos clientes e divulgação da marca, já que a campanha tem peso internacional e conquista cada vez mais consumidores. É o caso da Keiser Moda Íntima, loja de roupas íntimas localizada na Reinoldo Rau. Participando pela primeira vez da promoção, a loja está confiante de que os resultados serão positivos, conta o gerente William Pereira dos Santos. “É uma ação que une os varejistas e gera uma mídia importante, por isso resolvemos mostrar que estamos juntos apostando na ideia”, conta o profissional. Por lá, os descontos foram separados em cores e podem chegar a 40%. É possível encontrar sutiãs de R$ 44 por R$ 26,40, e cuecas de R$ 18,99 por R$ 11,40. “São boas opções para presentear a si e as pessoas queridas, além de que o consumidor compra o produto com a mesma garantia de qualidade e troca que sempre encontra”, ressalta Santos. Foi também com o intuito de divulgar os produtos e conquistar novos clientes que a Casa Mais Interiores apostou na campanha. Especializada em móveis e itens de decoração, a loja aproveita o aquecimento do mercado para oferecer boas ofertas a quem sonha em renovar o lar. “Muitos clientes esperam a chegada das ofertas para garantir o produto com o melhor preço, e nós sempre fazemos questão de indicar quando um produto vai baixar. Transparência é fundamental para conquistar o cliente, especialmente em uma ação deste nível”, afirma a proprietária da loja, Carol Tironi. E engana-se quem pensa que o segmento de móveis não oferece boas barganhas durante a promoção: no caso da loja de Carol, os descontos ultrapassam os R$ 1,2 mil. “Temos um sofá de R$ 4.164,00 por R$ 2.999,00, desconto que faz muita diferença para quem está montando a casa”, indica a empresária. As cadeiras chegam a ter R$ 300 de desconto e também entram na promoção mesas, jogos de jantar, aparadores e outros itens com até 50% de desconto. “Muitas vezes é a oportunidade de realizar um sonho”, diz Carol. ADESÃO DOS COMERCIANTES É GRANDE E MOVIMENTO DEVE SER INTENSO De acordo com o presidente da CDL, Marcelo Nasato, o movimento no comércio deve ser grande já que o número de lojas aderindo à campanha também evoluiu. Nos últimos anos, o comércio de Jaraguá do Sul tem apostado mais na ideia e investido na proximidade com o consumidor como tática para aumentar as vendas. “Comprar no comércio de rua tem suas vantagens, é sempre mais fácil trocar uma informação com o vendedor, visualizar e testar o produto sem precisar esperar ele chegar em casa. Isso tem feito as pessoas valorizarem mais as promoções locais”, acredita Nasato. “Sempre há expectativa de incremento e, de forma geral, o Black Friday é uma boa mostra do otimismo do consumidor em relação às compras e normalmente quando as vendas crescem aqui, tendem a crescer no Natal", diz o empresário.