Segue em processo de avaliação o pedido de reajuste feito pela Canarinho, concessionária de transporte público de Jaraguá do Sul, para reajuste de cerca de 11% no valor da passagem de ônibus na cidade. Se aprovada, a mudança irá alavancar o preço do serviço, que pode chegar a R$ 4 na compra embarcada, enquanto a passagem antecipada (mais utilizada por quem depende do serviço diariamente) ficaria em torno de R$ 3,75. Segundo informações do gerente de tráfego da Canarinho, Rubens Missfeldt, a empresa aguarda um retorno da Prefeitura desde a semana passada para saber se será possível ou não aplicar o reajuste. “Sabemos que é um valor alto, mas pelo menos a tarifa técnica precisa ser remunerada”, ressalta o gerente. Conforme o diretor administrativo da empresa, Décio Bogo, se a proposta não for aprovada não será possível absorver o desequilíbrio atual nos custos da empresa. “Não temos como fugir desta realidade, é preciso equilibrar. Este valor é o que se está praticando em todo o país”, defende ele, que aponta a quantia de R$ 3,70 como o valor mínimo para custear a operação atual. Na semana passada, o prefeito Dieter Janssen declarou que não iria tomar nenhuma decisão “no apagar das luzes” e que a proposta está sendo avaliada por uma equipe especializada que acompanha “a fundo” os números do serviço.