Atualmente, o agronegócio corresponde a apenas 2% do Produto Interno Bruto (PIB) de Cocal do Sul. No entanto, o município tem projeção de expansão para o setor e pretende chegar a 5% até 2024. Para alcançar tal meta, a administração tem investido cada vez mais na aquisição de novos implementos agrícolas – nos últimos dias foram adquiridas uma grade aradora, carretinha e uma ensiladeira, com investimento de R$ 90 mil.

O coordenador de Desenvolvimento Rural do município, Jucemar Macari, acredita que o incentivo às novas agroindústrias, aliado aos investimentos que a administração municipal tem feito e tem o objetivo de expandir, contribuirão para que este setor se torne ainda mais expressivo na região. "5% é uma meta muito ousada, é um desafio assumido junto aos nossos munícipes e que nos faz todos os dias querer trabalhar mais e estar mais próximo ao nosso produtor rural, procurando atender todas as suas necessidades”, frisa.

Cocal do Sul tem estimulado a implantação de diversos projetos no setor agrícola e firmado parcerias com a Epagri e Cidasc e dessa forma os trabalhadores rurais estão usufruindo de programas como Porteira a dentro, Análise de solo, aquisição de calcário (produtor paga apenas 50% do valor do frete), distribuição de sementes como aveia, azevém, milho, feijão e kits forrageira.

Macari faz projeções positivas para o setor. "Nós temos o objetivo de incentivar a piscicultura e apicultura, além das novas agroindústrias; estamos buscando pareceria com universidades para cada vez mais capacitar nossos produtores e pretendemos também renovar toda nossa patrulhas mecanizada”, conclui.