Foto Reprodução/Redes Sociais
Foto Reprodução/Redes Sociais

O empresário catarinense Luciano Hang, da rede de lojas Havan, é o sétimo homem mais rico do país e o 514º mais rico do mundo, segundo o ranking da revista Forbes, publicado nesta terça-feira (7).

Com uma fortuna de US$ 3,6 bilhões, ou R$ 18,83 bilhões, o empresário viu sua fortuna crescer 63,36% de 2019 para cá, segundo a revista: no ano passado, Hang aparecia no ranking com US$ 2,2 bilhões, equivalentes então a R$ 8,53 bilhões - se levada em conta a diferença de cotação, a fortuna de Hang cresceu 120%, em moeda nacional.

O proprietário da rede de lojas Havan tem registrado crescimento recorde desde o ano passado, e estreitado laços com o governo federal desde a eleição do presidente Jair Bolsonaro.

Joseph Safra segue como o brasileiro mais rico, com US$ 19,9 bilhões e o 39º lugar no ranking mundial, contra US$ 25,2 bilhões e o 31º lugar em 2019.

Jorge Paulo Lemann continua na vice-liderança, com US$ 10,4 bilhões e a 129ª posição na lista global. No ano passado, um dos sócios da maior cervejaria do mundo, a AB InBev, detinha fortuna de US$ 22,8 bilhões e a 35ª posição entre os mais ricos do mundo.

Marcel Hermann Telles e Carlos Alberto Sicupira, ocupam a 4ª e a 5ª posições, respectivamente. O primeiro acumula patrimônio de US$ 6,5 bilhões, enquanto o segundo registra US$ 4,8 bilhões.

Na 3ª posição segue Eduardo Saverin, o brasileiro que participou da criação do Facebook, com US$ 8,4 bilhões.

 

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Mais notícias você encontra na área especial sobre o tema:

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul