Com a previsão de frio intenso e histórico em Santa Catarina para esta semana, o setor hoteleiro da Serra catarinense viu suas reservas atingirem o nível máximo. Segundo o presidente da Associação Empresarial de Urubici, Henrique Folster Martins, a expectativa é que o setor registre um crescimento de até 40% em julho, comparando com o mesmo período do ano passado. As informações são do G1.

 

 

"Com essa previsão de frio histórico, a gente está vendo que vai faltar lugar para as pessoas dormirem. As pessoas estão ligando, o telefone não para de tocar. Ninguém tem vaga, as pessoas estão botando suas casas para locar. A procura está sendo acima de 100% da capacidade hoteleira, ela já ultrapassou a capacidade das empresas que existem na região", disse.

 

 

De acordo com Henrique, mesmo com a lotação máxima os protocolos sanitários contra a Covid-19 deverão ser cumpridos, já que grande parte das hospedagens são acomodações individuais, como chalés, por exemplo.

A Associação de Municípios da Região Serrana afirmou que está com lotação máxima a rede hoteleira de Bom Retiro, Urubici, Urupema, Bom Jardim da Serra e São Joaquim.

"Então [em razão das acomodações serem individuais] as pessoas acabam não tendo muito contato. Tem poucas pousadas e hotéis de grande porte, onde acabam tendo um maior fluxo de pessoas. As medidas de distanciamento, uso de álcool em gel, luva e uso de máscara serão seguidas", informou.