Com pouco mais de dois anos de atuação, o Centro de Inovação Jaraguá do Sul – Novale Hub, tem se destacado na sustentação de novas empresas inovadoras no muncípio. A

arrancada foi com o ingresso da WEG como empresa-âncora, na instalação de núcleo de inovação aberta.

De lá para cá, já são 13 empresas incubadas. De 2021 para frente, o Novale Hub busca seguir impulsionando novos criadores e organizar o Ecossistema de Inovação de Jaraguá do Sul.

O primeiro ano de atuação registrou a incubação de oito empresas. Depois da WEG, quatro empresas até então sediadas na incubadora JaraguáTEC, no campus da Católica SC, foram incorporadas ao Novale Hub: HYBRI Eventos, Você Pede, Só venda e MEGI9.

E em agosto de 2019, o Novale teve a incubação direta das empresas UPFLUX, KWABA e RAUCA.

A retrospectiva aponta que em março de 2020 foram transferidas mais três empresas do JaraguáTec: DUMEIO; ROCKETLAB, PRACTICE LEAN).

Em agosto de 2020, uma empresa residente se instalou no Novale , a SNOWMAN, e em dezembro de 2020, mais uma empresa vinda do JaraguaTec, a LABON. Hoje, o Novale Hub envolve diretamente o trabalho de sete pessoas.

O diretor executivo do Novale Hub, Nelson Martins Almeida Netto, resume os desafios a serem enfrentados a partir de agora. “Com um panorama de mercado cada vez mais mutante, um Centro de Inovação se caracteriza cada vez mais como epicentro de novos negócios, visto o seu desprendimento dos modelos tradicionais”, pondera.

“O desafio do Novale está pautado em duas verticais. A primeira é facilitar, por meio da educação para a inovação, o desenvolvimento dos futuros criadores e criadoras. Vemos os jovens buscando o mercado de trabalho ainda de maneira reativa. Com a construção de valores e a percepção de que há possibilidade de inovar nas mínimas coisas, acreditamos que promoveremos um futuro melhor. E a segunda vertical está pautada na organização do Ecossistema de Inovação de Jaraguá do Sul. Percebemos que ele existe e que é pujante, mas ainda há necessidade de unir as pontas para torna-lo coeso e colaborativo como Ecossistema”, declara Netto.

Adequação dos espaços

Sobre a adequação dos espaços disponíveis em 2020, Nelson Netto confirma que a capacidade para receber novos incubados aumentou.

Foram disponibilizados cinco novos espaços para incubação, com previsão de que sejam habilitados três, a partir de recursos contemplados pelo edital de Chamada Pública FAPESC Nº 24/2020, do Programa de Incentivo à Incubadoras de empresas Catarinenses.

“Temos 18 salas para empresas residentes e incubadas, uma sala de reunião e um Laboratório de Eletroeletrônica”, atesta.

Os recursos para a manutenção da infraestrutura, assim como os ajustes na parte física do equipamento público, contam com destinação da Prefeitura de Jaraguá do Sul, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Inovação (SEDEIN).

A renda dos aluguéis de salas de trabalho, coworking e do auditório para eventos, e apoio de instituições parceiras, somam para que o Novale Hub se mantenha de portas abertas. Outro fator que contribuiu foi a aprovação em editais de fomento, em pesquisa e melhoria na estrutura, que somam mais de R$200 mil.

“Para 2021 estamos em fase de realização de um convênio com a Prefeitura focado no desenvolvimento do Ecossistema de Inovação e na formação de professores e jovens para a inovação e empreendedorismo. Neste ritmo, o Novale se tornará em breve mais uma grande referência de Jaraguá do Sul para todo o Estado”, enfatiza o diretor executivo Nelson Netto.