A Central do Empreendedor, implantada na Prefeitura de Jaraguá do Sul para agilizar o processo de abertura de empresas de pequeno e médio porte, além de grandes investidores, completou seu primeiro ano de atividades, na sexta-feira (2). A inciativa é da gestão municipal, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Inovação e surgiu como ferramenta para auxiliar o setor produtivo num momento de retração, ocasionado pela pandemia do novo coronavírus.

A criação da Central do Empreendedor supre uma demanda identificada pelo grupo de trabalho Pró-Empresa, com relação aos gargalos encontrados no processo de geração de empregos. O objetivo é orientar e facilitar a abertura de empresas. “É a porta de entrada para as pessoas que querem empreender em Jaraguá do Sul. Uma ferramenta de auxílio aos futuros empresários no processo de abertura de empresas e regularização perante os órgãos da prefeitura”, esclarece o gerente de Desenvolvimento Econômico e Inovação, Daniel Peach.

O secretário de Desenvolvimento Econômico e Inovação, Daniel Gustavo Schmitz de Arruda, lembra que uma das metas da Administração Municipal é trabalhar na desburocratização dos processos de abertura de empresas, incentivando, assim, a criação de novos negócios, a geração de emprego e renda e o desenvolvimento do município. “A Central destaca-se como uma importante ferramenta trazendo mais agilidade ao processo”.

Neste primeiro ano de atividades, a Central do Empreendedor realizou 14.256 encaminhamentos, entre antedimentos presenciais, ligações, processos deferidos e indeferidos. Junho deste ano foi o mês com maior movimentação na Central, 1.724 atendimentos e encaminhamentos foram realizados.

Duas servidoras atendem na Central do Empreendedor. Tiram dúvidas, fazem a triagem de documentos e intermediação dos processos quando há alguma questão mais complicada. “O empreendedor chegando à sala, terá a assessoria necessária para encaminhar seu negócio e, em caso de dúvidas, pode retornar quantas vezes quiser”, finaliza Daniel Peach.