Para conscientizar a população sobre a alta carga de impostos e incentivar a simplificação tributária no Brasil, a CDL Jovem de Joinville está promovendo o Dia Livre de Impostos (DLI) nesta quinta-feira, dia 27 de maio. Esta data marca o dia em que o cidadão brasileiro deixa de trabalhar somente para o pagamento de tributos municipais, estaduais e federais.

A ação deste ano consiste na venda de pizza 42,37% mais barata. Neste dia, cada unidade sairá por R$ 34,00, promovendo economia de R$ 25,00 referente aos impostos. Em todo o Brasil, os comerciantes que participam do DLI assumem o valor dos impostos incidentes sobre os produtos, mas os recolhem normalmente aos governos, pois o Estado não os isenta dessa obrigação fiscal.

“A intenção é levar informação e conscientizar a população sobre a alta carga tributária que se paga em tudo que se consome, seja produto ou serviço. Também queremos chamar a atenção sobre a importância de promover uma reforma tributária efetiva com redução de taxas, desburocratização e simplificação”, afirma o presidente da CDL Joinville, José Manoel Ramos.

Segundo a coordenadora da CDL Jovem de Joinville, Joice Maria Cipriani, a ação é para conscientizar a população. “A tributação abusiva e a falta de retorno adequado aos contribuintes limitam o poder de consumo da população e nos mostra a falta de infraestrutura em nosso país”, revela.

Como comprar as pizzas sem impostos

As 200 pizzas serão comercializadas pela Pizza na Pedra e os sabores da unidade tamanho G (35cm de diâmetro/ 8 pedaços) que entram na promoção são calabresa, frango com requeijão, marguerita e quatro queijos.

A compra deve ser antecipada, com pagamento em dinheiro, débito ou pix no restaurante Pizza na Pedra (rua Ministro Calógeras, 1.484), telefones 3028-1868 e 9 9943-0950. A promoção é válida somente para o dia do DLI (27/5), com retirada no balcão das 18h às 22h. O regulamento completo está aqui.

Reforma

A reforma tributária em debate no Congresso Nacional é acompanhada pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Joinville. A entidade entende que é preciso modernizar e simplificar sistema tributário brasileiro e, votar a reforma tem se tornado uma necessidade ainda maior diante da crise econômica provocada pela pandemia.

Em pesquisa realizada pela CNDL e pelo SPC Brasil no início do ano, 56% dos consumidores revelaram que o sistema tributário atual não é adequado para fazer negócios no Brasil. “Simplificar o sistema tributário e torná-lo mais eficiente é de suma importância para a sobrevivência dos negócios”, revela o presidente da CDL Joinville, José Manoel Ramos.