A Vigilância Sanitária informa que considerando a operação Carne Fraca, deflagrada pela Polícia Federal no dia 17, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) emitiu a resolução RE 835, do dia 27 (publicado no DOU 28/03/17), que determina a interdição cautelar, como medida informativa e não repressiva, em todo o território nacional, de todos os produtos elaborados pelos estabelecimentos:

- Transmeat Logística Transportes e Serviços Ltda (Balsa Nova-PR)– SIF 4644

- Frigorífico Souza Ramos Ltda (Colombo-PR) – SIF 4040

- Peccin Agro Industrial (Curitiba-PR e Jaraguá do Sul-PR) – SIF 2155 e SIF 825

Esta resolução vigora pelo prazo de 90 dias.

Selo SIF

A DETERMINAÇÃO DA ANVISA

Solicitamos aos proprietários de mercados, supermercados, que observem em suas áreas de vendas e estoque a existência dos produtos (salames, mortadelas, linguiças) com os selos de Inspeção Federal – SIF 4644, 4040, 2155, 825, caso os produtos sejam encontrados, devem retirá-los da área de vendas e comunicarem aos distribuidores ou aos frigoríficos citados para que realizem o recolhimento, exigência esta determinada pelo Ministério da Agricultura.

Os fiscais da Vigilância Sanitária estão realizando as vistorias nos mercados e supermercados, a fim de identificar e interditar cautelarmente os produtos, porém os mesmos não serão recolhidos e inutilizados pelos fiscais, deverão ficar nos estabelecimentos comerciais aguardando o recolhimento por parte dos frigoríficos. Esta operação é informativa e não repressiva.

Ou seja, os produtos com a identificação nas embalagens de SIF 4644, 4040, 2155, 825 não podem estar nas áreas de vendas, devem estar identificados como "produtos aguardando o recolhimento". O estabelecimento não será interditado por estar de posse destes produtos ou penalizado pela Vigilância Sanitária. Os produtos não serão recolhidos ou inutilizados pela Vigilância Sanitária, porque estão sendo investigados pelo Ministério da Agricultura.

Dúvidas podem ser esclarecidas pelo e-mail da Vigilância Sanitária:visa@jaraguadosul.sc.gov.br.

Leia mais: Carne Fraca: Sindicato informa que funcionários demitidos da Peccin vão entrar com ação contra empresa

Leia mais: Carne Fraca: Peccin Agro Industrial demite funcionários de Jaraguá do Sul

Leia mais: Carne Fraca: Santa Catarina já sente impacto econômico e queda nas vendas de carnes

Com informações da assessoria da imprensa da Prefeitura de Jaraguá do Sul