A Caixa Econômica Federal anunciou nesta segunda-feira (19) que deve contratar 10 mil novos funcionários, entre concursados e terceirizados. A projeção anterior era de contratação de 7,7 mil colaboradores.

As contratações buscam dar conta da abertura de mais 250 pontos de atendimento até o final do ano em todo país. As vagas serão distribuídas em 4 mil empregados, sendo 3 mil contratações represadas do concurso de 2014. De acordo com a Caixa, esses profissionais serão convocados imediatamente, por telefone ou telegrama, seguindo ordem de classificação do concurso.

Também serão abertas mil vagas para pessoas com deficiência (PcD), que vão prestar concurso específico. A previsão de lançamento do edital para este certame é até setembro deste ano.

Serão contratados ainda 5,2 mil estagiários e adolescentes aprendizes e cerca de 800 recepcionistas e vigilantes. A contratação de aprendizes ocorre por meio de parceria com entidades sem fins lucrativos, selecionadas por meio de chamada pública e conveniadas. Já as vagas de estágio serão para candidatos que já foram aprovados em processo de seleção realizado pelo Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE).

A Caixa informa que, caso seja identificada a necessidade de abertura de mais vagas, novas seleções poderão ser feitas pelo CIEE futuramente.

Ainda conforme o banco, para o serviço de vigilância e recepção em suas unidades, serão contratadas empresas especializadas. Para a contratação dos profissionais, as empresas devem observar as normas legais relacionadas às atividades de vigilância e recepção, assim como as exigências contratuais.

“A Caixa ressalta que a alocação de serviço de vigilância e recepcionistas ocorrerá em todo o território nacional, variando de acordo com a demanda das unidades”, finaliza a Caixa Econômica Federal, em nota.