Outrora o principal concorrente do Uber, o aplicativo de transporte Cabify anunciou nesta sexta-feira (23) pelas redes sociais que irá encerrar suas operações no Brasil a partir do dia 14 de junho.

O app funcionava nas cidades de Belo Horizonte, Brasília, Campinas, Curitiba, Porto Alegre, Rio de Janeiro, Santos e São Paulo.

Segundo o site G1, o empresa afirmou estar preocupada com rentabilidade e frisou que o mercado brasileiro ainda é afetado pela "grave situação sanitária do país e pela crise sócio-econômica local causada pela Covid", o que dificulta a "criação de valor".

Alguns usuários receberam um e-mail com um aviso, dizendo que ainda será possível fazer corridas até a data de encerramento.

Na mensagem, a companhia diz que continuará "disponível em outras cidades da América Latina e na Espanha", onde a empresa foi fundada.

"Todas as cidades da América Latina e da Espanha onde Cabify está presente mostram bons índices de recuperação em comparação com o nível de atividade anterior à pandemia e, em média, a demanda global de viagens da Cabify se recuperou em 75% até o final de 2020", disse a empresa.

O aplicativo chegou ao Brasil em junho de 2016. Em 2017, o grupo Maxi Mobility, dona do Cabify, comprou a plataforma brasileira Easy Taxi, que dois anos depois foi incorporada ao app espanhol.