Diante de altas sucessivas que ainda não foram compensadas pelas recentes reduções, os custos com combustíveis tem pesado, e muito, no bolso do brasileiro.

Um levantamento feito pela plataforma de descontos Cuponation, comparando a performance do combustível no Brasil e no mundo, aponta que o país ocupa atualmente a 52ª colocação no ranking do litro da gasolina mais cara do mundo, com a população precisando desembolsar cerca de R$ 6,78 a cada 1L.

O ranking conta com 100 países. O território de Hong Kong é o que permanece por mais um ano no topo do ranking, com os cidadãos pagando em média R$ 14,52 pelo litro do combustível. Finlândia e Alemanha são as nações que ocupam o segundo e terceiro lugares do estudo, cobrando R$ 12,17 e R$ 11,98, respectivamente, pelo mesmo litro.

A mesma plataforma já tinha divulgado esse mesmo estudo em 2021 apontando que em janeiro do ano passado o Brasil ocupava na época a 71ª posição da lista ao cobrar cerca de R$ 4,45 pelo combustível - ou seja, o preço do litro subiu por volta de 52,35% durante um período de 1 ano e 6 meses.

Isolado o ranking para os países da América Latina, o Brasil possui o segundo litro de gasolina mais caro do território, ficando atrás somente do Uruguai, que cobra R$ 9,47.