Bolsas, bonecas, almofadas, fuxico, acessórios e objetos de decoração são alguns dos itens que o público pode adquirir no Empório da Economia Solidária no box 46 do Mercado Público. O espaço recebeu melhorias e foi reaberto ao público na manhã desta quinta-feira (06).

A iniciativa é resultado de um termo de cooperação entre a Prefeitura de Florianópolis, por meio do Instituto de Geração de Oportunidades (Igeof) e Fórum Regional da Economia Solidária.

Iniciativa é parceria entre a prefeitura, Igeof e Fórum Regional da Economia Solidária | Foto PMF/Divulgação

“O espaço está novinho e pronto para receber o público. Além de ser um espaço que auxilia na geração de renda dos associados, possibilita troca cultural e integração”, afirma o superintendente do Igeof, Yan Santos.

Oito empreendimentos comercializarão artesanato no estabelecimento. Todos os itens à venda são feitos à mão, a partir da reutilização de sobras de diversos materiais, como vidro e tecido, fomentando dessa forma, a sustentabilidade.

Oito empreendimentos comercializarão artesanato no estabelecimento | Foto PMF/Divulgação

“As peças de vidro são feitas a partir de restos de vidraças. As sobras são doadas por empresas e clientes,” complementa a coordenadora do Fórum Regional da Economia Solidária Rosângela Giutimi, que também é  responsável pelo empreendimento Vidro com Vida. “Estamos muito felizes com essa conquista,” finaliza.

Economia solidária é uma prática da economia onde o objetivo da atividade vai além da geração de emprego e renda, contemplando também aspectos sociais como: desenvolvimento sustentável, inclusão, fortalecimento da cultura, cooperação e autogestão.

Todos os itens à venda são feitos à mão, a partir da reutilização de sobras de diversos materiais | Foto PMF/Divulgação

Dados da Secretaria Nacional de Economia Solidária do Ministério do Trabalho apontam que existem cerca de 20 mil empreendimentos de economia solidária no Brasil.

Quer receber as notícias no WhatsApp?