Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) apontam que em março, Blumenau registrou um saldo positivo de 1.870 vagas de empregos, o melhor resultado positivo de empregos referente ao mês de março alcançado nos últimos oito anos. Com isso, o município somou 7.166 vagas de empregos no primeiro trimestre deste ano, um índice de 81,6% a mais do que no mesmo período do ano passado, que apresentou um saldo positivo de 4.291 vagas.

Mesmo em situação de pandemia no país, Blumenau alcançou resultados positivos em praticamente todos os setores econômicos, com exceção do setor de alimentos e alojamento. Destaque especial para os setores de informática, comunicação e financeira, com 495 vagas preenchidas; indústria com 483; administração pública com 429 e comércio com 260 vagas.

No ranking estadual, relativo ao primeiro trimestre deste ano, Blumenau ficou em segundo lugar, ficando abaixo apenas de Joinville, que registrou 8.455 vagas de empregos. Além disso, Blumenau alcançou o nono lugar no ranking nacional, com 24.104 admissões, 16.938 desligamentos e um saldo positivo de 7.166.

Para o responsável pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Empreendedorismo (Sedec) de Blumenau, Sylvio Zimmermann, “este é um retrato do ambiente de negócios favorável ao empreendedorismo que temos em Blumenau. Os números comprovam que a cidade é capaz de enfrentar os desafios e retomar o crescimento econômico”.

Receba as notícias de Blumenau e região pelo WhatsApp clicando aqui.