O Banco Central espera colocar em funcionamento até o final do ano que vem um novo sistema de pagamentos instantâneos, operando como alternativa para os atuais TED, DOC e cartões de débito, segundo informações publicadas pelo portal UOL, segundo o qual o sistema possibilitará operações todos os dias, inclusive aos fins de semana e feriados, a qualquer hora.

Segundo o portal, estudos do BC indicaram que essas transações levarão apenas 20 segundos para serem concluídas, além de terem um custo menor para os clientes.

No sistema atual, para fazer compras, os consumidores precisam pagar em dinheiro, usar cartões ou quitar boletos. Já as transferências de recursos entre pessoas ou empresas, com contas em diferentes bancos, têm limite de horário.

Os custos dessas operações, além disso, dependem dos pacotes de serviços contratados e podem superar R$ 100, segundo dados do BC. Os recursos de uma transferência são depositados no mesmo dia, atualmente, só quando a transação é feita entre 6h30 e 17h, de segunda a sexta-feira.

Nos fins de semana e feriados, as transações são realizadas apenas por clientes com contas na mesma instituição financeira. Entre contas de diferentes bancos, os recursos são depositados apenas no primeiro dia útil seguinte.

O BC estima oferecer esses serviços aos clientes por meio dos celulares, computadores e outros canais de atendimento. O órgão estuda também que transferências e pagamentos sejam feitos por meio de QR Code, o que já é bastante popular na China e na Índia.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger