O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), afirmou nesta segunda-feira (1º) que o novo auxílio emergencial será pago até junho deste ano, em parcelas mensais de R$ 250, apesar da Proposta de Emenda à Constituição que inclui o pagamento, a chamada PEC Emergencial, não ter ainda acordo para ir à votação.

A afirmação foi feita em uma publicação no Twitter.

Segundo Lira, a decisão foi tomada depois de uma reunião na tarde de domingo com o presidente Jair Bolsonaro e alguns de seus ministros.

O parlamentar afirmou também que o Ministério da Saúde entregará 140 milhões de doses de vacinas contra o coronavírus nos meses de março, abril e maio, mas não detalhou de onde viriam as vacinas.

As informações são da Reuters e da Forbes.