Confirmada pelo próprio presidente Jair Bolsonaro, a nova rodada de pagamentos do auxílio emergencial em 2021 deve começar em breve.

O benefício, criado para dar suporte financeiro para os brasileiros afetados pela crise econômica causada pela pandemia, tinha originalmente o valor de R$ 600 e depois foi reajustado para R$ 300.

Para garantir a viabilidade das novas parcelas do auxílio, o governo encaminhou para votação no Senado, a PEC Emergencial, que inclui os gastos com o pagamento do benefício no orçamento da União.

Assim que aprovado, detalhes como o calendário de depósitos dos valores devem ser divulgados, mas por enquanto são poucas as informações disponíveis sobre o tema.

Para auxiliar aqueles que buscam informações sobre o novo benefício, reunimos o que já se sabe até o momento sobre o pagamento do Auxílio emergencial 2021. Confira!

Quando começa o pagamento do novo Auxílio Emergencial?

De acordo com Bolsonaro, o benefício, deve começar a ser pago ainda em março.

O início dos depósitos, porém, depende da aprovação da PEC Emergencial e da divulgação do calendário de pagamentos, que deve ser anunciado pela Caixa.

Qual será o valor do novo Auxílio Emergencial?

Em fevereiro, o presidente Jair Bolsonaro confirmou que o valor do novo auxílio emergencial proposto pelo governo será de R$ 250.

Quanto tempo vai durar o novo Auxílio Emergencial?

De acordo com informações divulgadas pelo Governo Federal, a nova rodada de pagamentos do benefício deve durar 4 meses. Sendo eles:

  • Março
  • Abril
  • Maio
  • Junho

A expectativa, segundo Bolsonaro , é que os quatro meses complementares de auxílio possam fazer a "economia pegar de vez".

“Nossa capacidade de endividamento está, acredito, no limite. Mais quatro meses para ver se a economia pega de vez, pega para valer", afirmou.

Como vai funcionar o calendário de pagamento do novo Auxílio Emergencial?

O calendário de pagamentos da nova rodada de benefícios ainda não foi divulgado, mas ele deve seguir a mesma lógica dos depósitos realizados no ano passado.

O auxílio emergencial deve ser liberado conforme a data de aniversário dos beneficiários.

Quem pode receber o novo Auxílio Emergencial?

Os novos pagamentos do benefício foram pensados tendo como foco nos trabalhadores informais que não possuem uma fonte de renda fixa.

Com isso, não poderão receber o auxílio os brasileiros que já são atendidos por outro benefício como pensão, aposentadoria, benefício assistencial e seguro-desemprego.

Os beneficiados pelo Bolsa Família ainda receberão o valor de R$ 250.

Como funciona o cadastro para receber o novo Auxílio Emergencial?

Os brasileiros que já recebiam o benefício não precisarão fazer nenhum novo cadastro, uma vez que o próprio sistema do governo federal fará a análise dos cadastrados e fará a liberação automática das parcelas.

Assim que for aprovado e um calendário de pagamentos for divulgado, o trabalhador poderá consultar a movimentação pelo aplicativo padrão do benefício.

Terei que dar alguma contrapartida para o governo para receber o novo Auxílio Emergencial?

A princípio, a nova proposta do benefício vai exigir que a pessoa que receber o auxílio realize um curso de qualificação profissional.

Os detalhes de como essa qualificação será oferecida ainda não foram divulgados.