A arrecadação do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) em Jaraguá do Sul desacelerou sua retração em 2017, em seu terceiro ano consecutivo de queda, segundo dados divulgados pela Federação Catarinense dos Municípios (Fecam). Somando R$ 149.8 milhões brutos, a arrecadação do ano ficou 0,2% menor do que a de 2016. O cenário indica estabilidade, apesar de ainda se manter em retração. Em dezembro, o município arrecadou R$ 13.751 milhões, um resultado 3,5% inferior ao do mesmo mês em 2016. Em comparação com novembro, quando arrecadou R$ 10.114 milhões, a arrecadação foi 8,8% superior.   O resultado rompeu a tendência a uma leve recuperação da arrecadação ao fim do ano. Em novembro, os dados indicavam que a arrecadação do ICMS para 2017 estava 0,2% superior à de 2016. Metade dos meses do ano tiveram resultados inferiores aos de 2016, com os piores comparativos sendo em janeiro (retração de 8,7%) e outubro (5,4%). A arrecadação do ICM em Jaraguá do Sul teve seu melhor ano em 2014, quando subiu 10,6% em relação ao ano anterior e somou R$ 162.793 milhões. Desde então, está em queda, caindo 3,3% em 2015 e 4,7% em 2016. Na microrregião, cenários mais positivos Nos outros quatro municípios do Vale do Itapocu, as arrecadações demonstraram crescimento significativo no mês e no ano, segundo os dados da Fecam. Em Massaranduba, o município com maior crescimento do ano, a variação do ano foi de 13,6% e o valor acumulado foi de R$ 13.140 milhões. Em comparação com o mesmo mês de 2016, o crescimento de dezembro foi de 9,6%, com R$ 1.206 milhão no mês. Em Guaramirim, a arrecadação do ano somou R$ 47.233 milhões, um resultado 9,6% melhor do que o de 2016. Em comparação com dezembro de 2016, o montante, de R$ 4.335 milhões, cresceu 6%. No ano passado, o município também demonstrou avanço, embora não tão expressivo, com 5,8% de variação após uma queda de 5,1% em 2015. Os números de Corupá são mais expressivos: 10,8% de crescimento em 2017, 7,1% quando se compara apenas os meses de dezembro. Os valores do último mês do ano, de R$ 865.368, foram 8,8% superiores aos de novembro. 2017 inteiro somou R$ 9.4 milhões de arrecadação no município, a segunda menor da região. O menor crescimento, mas ainda à frente da maior cidade do Vale do Itapocu, ficou com Schroeder, de 6,7%, totalizando R$ 9.332 milhões em 2017. O montante de dezembro, de R$ 856 mil, ficou 3,2% acima do mesmo mês em 2016. Santa Catarina tem arrecadação em alta No estado, o cenário para a arrecadação do ICMS se demonstra bem mais positivo, somando R$ 446.725 milhões só no mês de dezembro e R$ 4.866 bilhões no ano. A arrecadação de dezembro teve um crescimento de 8,8% em comparação ao mês de novembro e se demonstra 7,9% maior do que a de dezembro passado. O avanço do ano, de 11,6%, é o maior desde 2014, quando a variação foi de 15,4%. Em 2016, a variação foi de 6%. Em 2015, a arrecadação quase estagnou, com variação de apenas 0,9%.