Um app criado em Santa Catarina, com foco no Terceiro Setor, está sendo usado por uma ONG em Angola. O Fraterne é gratuito e ajuda entidades sem fins lucrativos na geração de uma rede entre voluntários e apoiadores organizando também processos e atividades. Recentemente, suas funcionalidades chamaram a atenção da equipe da World Vision Angola, que acabou compartilhando o aplicativo com entidades do Programa de Resposta à Covid-19.

Conforme Vagno Gomes, que é responsável pela iniciativa, a parceria teve início quando ele percebeu a dificuldade dos voluntários em reunir informações que, geralmente, fazem a diferença na obtenção de recursos e doações. “Passei a criar oportunidades para que eles se especializassem, empoderando essas organizações”, explica.

O objetivo ganhou um novo capítulo com a descoberta do Fraterne. Segundo Murilo Machado, responsável pela plataforma, o interesse das entidades angolanas levou à uma adequação à realidade daquele país, com implementação do idioma, um português semelhante ao de Portugal. “Acabamos disponibilizando a plataforma também em inglês, já que é usado mundialmente pela World Vision”, destaca Machado. Agora, é possível estimular ainda mais a organização de indicativos e informações dentro das ONGs que, paralelamente às funções cotidianas, ainda ajudam no rastreio de casos suspeitos de Covid-19 na região de Luanda.

De acordo com Gomes, da World Vision Angola, o Fraterne foi oferecido, inicialmente, a oito instituições de diferentes segmentos de atuação. Elas prestam apoio a crianças e mulheres, jovens e comunidades, no enfrentamento à malária, HIV e tuberculose, na luta contra as drogas e na conservação do meio ambiente. “Elas são muito carentes de apoio e a melhor maneira de deixar um legado sustentável é oferecendo capacitação”, destaca.

Reconhecidas em toda a Angola, as entidades reúnem milhares de voluntários. No programa gerido por Gomes, estão envolvidas, diretamente, cerca de 500 pessoas, todas vinculadas às organizações Cuidados Infância, Fojassida, Jucica, Ajacom, Jucarente, ANLD, Nação Verde e ACPR.

A ponte criada entre o Fraterne e elas foi construída a partir da atuação da World Vision em Angola. Parceira das Nações Unidas e do Unicef, ela está presente em 90 países, incluindo o Brasil. A entidade já atendeu mais de 3,4 milhões de crianças com donativos, 3,4 milhões de pessoas com água tratada e 20 milhões em outras emergências. No país africano, conta com o trabalho do brasileiro Vagno Gomes, que pesquisou ferramentas tecnológicas no Brasil buscando melhorar a atuação das entidades.

Disponível para Android e iOS, no Brasil e, agora, também em Angola, o Fraterne organiza processos e atividades centrais de cada entidade, deixando na palma da mão, informações como cadastro de voluntários e atendidos, escala de trabalhadores, calendário de eventos, controle de doações e de cursos, inclusive, com lista de presença, registro de atendimentos, formulário de questionários, painel de estatísticas e várias outras funcionalidades. Com a ajuda da ferramenta, é possível garantir uma divulgação mais assertiva da agenda, substituindo arquivos e planilhas por um link que pode ser publicado nas redes sociais e enviado por Whatsapp.