Com o objetivo de fomentar o setor turístico e cultural das cidades que compõem a região compreendida pela Associação dos Municípios do Vale do Itapocu (Amvali), o Cigamvali, consórcio responsável pelo setor, fechou uma parceria com o Sebrae/SC para a elaboração do Plano de Cultura e Turismo dos municípios da região: Schroeder, Massaranduba, Guaramirim, São João do Itaperiu e Barra Velha. Corupá e Jaraguá do Sul, que também fazem parte da Amvali, já têm seus projetos turísticos em andamento.

Os empresários dos setores de turismo e cultura dos municípios participaram, na última semana, de palestras desenvolvidas com o intuito de divulgar a metodologia do projeto Destinos Turísticos Inteligentes, desenvolvido pelo Sebrae/SC, e o Circuito de Cicloturismo Vale dos Encantos, que está em desenvolvimento e é uma iniciativa do colegiado de turismo da Amvali para incrementar o turismo na região.

Durante sua palestra, a Gestora de Projetos do Sebrae/SC, Milena Zimmermann de Freitas, explicou aos empresários o que é um Destino Turístico Inteligente e como as pequenas empresas da região podem usar esta estratégia para divulgar seus negócios e, consequentemente, aumentar seu faturamento.

Jaraguá do Sul, que também integra a região da Amvali, já tem um plano turístico e implantou, recentemente, 30 pontos de beacons da Smart Tour Brasil no município. Os dispositivos visam a criação de Rotas Turísticas Inteligentes com o uso de tecnologia Internet das Coisas (IoT), criando locais que se comunicam com seus visitantes em tempo real e repassam conteúdo informativo via bluetooth por proximidade do visitante.

Esta é uma iniciativa inédita na América Latina voltada ao setor turístico e à implantação de Destinos Inteligentes, idealizada pela startup catarinense Smart Tour Brasil, em parceria com a Tag City, Sebrae/SC e Trade Turístico Catarinense.

O município de Corupá já tem seu planejamento turístico e, no momento, está elencando quais ações serão priorizadas.

Projeto Destinos Turísticos Inteligentes

Desenvolvido pelo Sebrae e já aplicado em diversas cidades brasileiras, o projeto tem como objetivo identificar os potenciais turísticos dos municípios e promover a capacitação das empresas do setor, tornando-as mais competitivas e atrativas. O projeto se baseia em pilares relacionados à sustentabilidade, governança, tecnologia e experiência turística. “A ideia é capacitar empresas de micro e pequeno portes para que trabalhem mais focadas nas necessidades dos clientes”, destaca o Gerente Regional Norte do Sebrae/SC, Jaime A. Dias Júnior.