O comércio eletrônico brasileiro passou por instabilidade na bolsa: nesta terça-feira, as ações das grandes varejistas locais despencaram com a notícia de que a americana Amazon está trazendo ao Brasil seu serviço Prime, que oferece, entre outras vantagens, frete grátis em 48h para 90 cidades aos clientes que assinarem o pacote mensal de 9,90 reais.

As ações do Magazine Luiza caíram 5,5%, as da B2W, caíram 4,8% e as da Via Varejo, dona das Casas Bahia, cederam 3,7%.

Somadas, estas empresas tiveram uma perda de R$ 4,8 bilhões em valor de mercado nesta terça-feira. Juntas, as quatro valem R$ 103,8 bilhões.

O Magazine Luiza perdeu R$ 2,59 bilhões; a B2W, 1,09 bilhão. Lojas Americanas e Via Varejo tiveram queda de, respectivamente, R$ 897 milhões e 298 milhões.

As variações foram fortes o bastante para contribuir com a queda geral do Ibovespa, principal índice da B3, que fechou a terça-feira com queda de 0,14%, aos 103.031 pontos. Mais cedo, as empresas de commodities seguraram a queda, mas o quadro foi invertido.

O serviço da gigante americana oferece frete grátis na compra de produtos com o selo da categoria, além de acesso a conteúdos como filmes, séries, música, jogos e um catálogo rotativo de revistas e livros.

A assinatura custa R$ 9,90 por mês ou R$ 89 por ano, mas a cobertura do serviço de entregas em 48 horas ainda é restrita - e com a greve dos correios, as entregas para cidades fora da malha de atendimento da Amazon devem ser prejudicadas.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger