Tornar acessíveis os serviços e soluções empresariais oferecidos pela Associação Empresarial de Criciúma (Acic) para as empresas de Morro de Fumaça foi pauta na tarde de quarta-feira, na sede da Acic.

O presidente da entidade empresarial, Moacir Dagostin, recebeu a visita de um grupo de empresários de Morro de Fumaça para discutir detalhes de uma parceria que ofereça suporte e apoio à classe empresarial.

"A Acic possui estrutura e conhecimento para oferecer um núcleo empresarial da entidade na cidade. Iremos criar um braço forte da Acic lá, oferecendo soluções às empresas como o certificado digital e de origem, capacitações, parceria com os núcleos, e de organização do setor empresarial, com o intuito de fortalecer e promover o desenvolvimento regional. Algumas das bandeiras da Acic são de toda a região Sul e esse movimento junto aos municípios também intensifica as forças", explica o presidente da Acic, Moacir Dagostin. "Com certeza, este encontro será um marco de uma grande parceria com a classe empresarial de Morro da Fumaça", acrescenta.

Conforme um dos empresários, Glauber Recco, Morro da Fumaça tem potencial industrial, com um número expressivo de empresas.

"Temos em torno de 700 empresas e devemos chegar a mil empresas, após a pandemia. Algumas dessas empresas também já são associadas da Acic", reforça Recco.

De acordo com ele, os empresários já discutiram em alguns momentos a possibilidade de criar uma associação empresarial para atender a demanda, porém viabilizar uma parceria com a Acic foi uma alternativa bem aceita.

"Sabemos de toda a infraestrutura para montar uma entidade e tendo a Acic tão perto e podendo construir essa parceria de forma sustentável será muito importante para todos", ressalta Recco.

Um segundo encontro para estreitar e operacionalizar a parceria já está agendado e ocorrerá na próxima semana, agora no município vizinho.

Estrutura e conhecimento

Atualmente, a Acic conta com 1,6 mil associados, divididos entre os setores da indústria, do comércio e de serviços e tem como missão promover o desenvolvimento econômico, político, social e cultural da região Sul.

Seja para seus associados ou para a comunidade em geral, a entidade disponibiliza uma estrutura modelo no Estado, incluindo a sua sede com 7,1 mil metros quadrados, com amplos espaços para eventos, reuniões e treinamentos.

Também no centro empresarial, a Associação abriga entidades parceiras, como a Junta Comercial de Santa Catarina, sindicatos patronais, conselhos de classe, núcleos do Projeto Empreender e o Observatório Social de Criciúma.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul