Abcred e instituições latinas fundam a Associação Latino-Americana de Microfinanças

Divulgação/ALAMI

Por: Pedro Leal

24/10/2023 - 10:10 - Atualizada em: 24/10/2023 - 10:35

Um total de 314 instituições de microfinanças da América Latina, de seis países, compõem a Asociación Latinoamericana de Microfinanzas (ALAMI), que se reuniu pela primeira vez no último dia 6, em Lima, Peru. Os países membros que compõem inicialmente a ALAMI são associações de entidades de microfinanças reconhecidas do Brasil, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador e Peru.

A ALAMI procurará aprofundar a inclusão financeira e gerar maior acesso aos serviços financeiros para os grupos populacionais de baixa renda da região, como forma de contribuir para a redução da pobreza nos países latino-americanos.

Juntas, as instituições membros da ALAMI oferecem seu portfólio de produtos e serviços a 18,5 milhões de clientes com um volume de colocação de aproximadamente US$ 28 bilhões. O perfil comum dos clientes atendidos pelos associados ALAMI corresponde a microempreendedores dedicados ao comércio, produção e serviços.

Nos primeiros dois anos de gestão, a presidência é assumida pelo Peru.

O primeiro Conselho de Administração foi formado da seguinte forma: presidente, Jorge Delgado Aguirre, da Associação de Instituições de Microfinanças do Peru-ASOMIF PERÚ; vice-presidente, Néstor Castro Quintela, da Associação de Instituições Financeiras de Desenvolvimento-FINRURAL (Bolívia); Diretores: Marcelo Diez de Medina, da Associação de Entidades Financeiras Especializadas em Microfinanças-ASOFIN (Bolívia); María Clara Hoyos Jaramillo, da Associação Colombiana de Instituições de Microfinanças-ASOMICROFINANZAS (Colômbia); e Patricio Chanaba, da Associação de Instituições de Microfinanças-ASOMIF (Equador).

Além da Abcred, representando o Brasil, também são associadas: Red para el Desarrollo de las Microfinanzas en Chile (Chile); Red de Instituciones Financieras de Desarrollo-RFD (Equador) e Unión de Cooperativas de Ahorro y Crédito del Sur -UCACSUR- (Equador). No caso do Peru, existem: Consórcio de Organizaciones Privadas de Promoción al Desarrollo de la Micro y Pequeña Empresa-COPEME; Federación Nacional de Cooperativas de Ahorro y Crédito del Perú- FENACREP e o Consórcio de ONG´s Promoción de la Mujer y la Comunidad-PROMUC.