Não tem jeito, junto das festas de fim de ano, também surgem as listas de presentes, 13º salário e inúmeras promoções tentando fisgar o consumidor. É preciso estar atento para não extrapolar o orçamento  e ficar em dia com as contas acumuladas ao longo do ano.

Para te ajudar nesta difícil missão, o OCP conversou com o assessor de investimentos da Patrimono, Layon Dalcanali.

De acordo com o profissional, antes de sair de casa rumo às compras de Natal, a pessoa deve fazer uma lista com todos os itens que deseja adquirir. Isso vai ajudar o consumidor a não cair nas tentações.

"Também é indicado separar o quanto você quer gastar do seu orçamento nessas compras. Tem que planejar para tentar segurar o impulso. Às vezes compramos coisas que não usamos depois porque na hora pareceu uma boa escolha", explica Dalcanali.

Além de focar no essencial, o assessor sugere avaliar se as promoções e parcelas valem a pena para não fazer novas dívidas no ano que está chegando.

E caso você já tenha contas a pagar e quer se organizar financeiramente melhor em 2019, confira algumas estratégias.

Dicas para colocar as finanças em ordem no ano que vem

1. Olhe para onde o dinheiro está indo

Dalcanali indica que as contas com juros excessivos, como as dos cartões de crédito e financiamento de automóveis, tenham prioridade caso você vá utilizar o dinheiro extra de fim de ano para quitar débitos. O momento é bom para equilibrar as finanças.

2. Planeje o orçamento

Planeje o orçamento do próximo ano por completo e mapear os principais gastos de cada mês. Isso vai ajudar caso a pessoa tenha um gasto extraordinário, como viagens e compras de automóveis.

3. Anote todos os gastos mensais

A organização faz com que você tenha mais consciência do que está consumindo e quanto está direcionando para cada item. Assim, também será possível elencar as prioridades e até fazer sobrar um dinheirinho no fim do mês.

4. Faça uma reserva de emergência

O indicado, para quem está começando, é separar 10% da renda fixa todos os meses. Para os que já têm esse hábito, a dica é guardar 30% de cada salário. Desta maneira, você não vai precisar usar o crédito se deparar com uma situação que não estava planejada.

5. Comece a cuidar melhor do dinheiro

Faça com que o dinheiro "trabalhe para você". Dalcaneli sugere que as pessoas façam investimentos para gerar uma rentabilidade positiva e conseguir economizar. Um dos indicados para quem ainda não tem esse costume é a modalidade de renda fixa. Nela, a rentabilidade é previsível.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?