Divulgação
Divulgação

“O que Pedro Holderbaum propõe na sua série de barcos não é arte digital, ele reconstrói momentos captados em sua existência, parte de snapshots colhidos alguns como simples registros, outros em que a visão artística de sua formação predominou. Continuando agora seu processo criativo, pinça imagens, determina quais ferramentas irá empregar para enfatizar cores, acentuar contrastes, solorizar por inversão valores tonais”.

Assim escreve o crítico de arte Walter de Queiroz Guerreiro a respeito de “Boats – Ecos do Pensamento”, exposição que o artista visual Pedro Holderbaum inaugura nesta quinta-feira (14), às 20h, na Câmara de Vereadores de Joinville. São 55 fotografias tratadas digitalmente e acrescidas de colagens, que ficam em cartaz no espaço público até 15 de abril.

Também arquiteto e orquidófilo, Pedro está na oitava exposição. Estreou nas artes visuais em março de 2014 com “Torre de Babel”, no Garten Shopping. Em 2015, consolidou a nova trajetória com a mostra “Torre de Babel - Segmento Homo Sapiens”. No ano passado, levou a mostra "Rés no Chão" para a sede da Associação dos Artistas Plásticos de Jaraguá do Sul.