Trauma: “Não quero ser corna”, diz Luíza Sonza em entrevista

Foto: Reprodução

Por: Elisângela Pezzutti

01/02/2024 - 10:02 - Atualizada em: 01/02/2024 - 11:20

Em recente entrevista à Marie Claire, Luísa Sonza se mostrou receosa com as chances de viver outra desilusão amorosa, mas afirmou que não descarta a possibilidade de experimentar um relacionamento aberto para evitar novas frustrações. Em 2023, a cantora expôs uma traição de seu então namorado, Chico Moedas.

A loira explicou que não tem certeza se conseguiria se envolver com mais de um parceiro ao mesmo tempo, embora não descarte totalmente a possibilidade: “Acredito no combinado monogâmico, até porque foi só o que eu vivi. Mas se teria um relacionamento não-monogâmico eu não sei. Estou trabalhando nisso porque não quero ser corna de novo, é muito ruim!”, declarou.

Trauma

Sonza reforçou que sua última experiência amorosa foi traumatizante. “Eu não perdoo [traição] e, na hora que puder, vou de novo na Ana Maria Braga falar mais umas coisas, ler outra carta. Mas acho que não tenho saúde e nem maturidade para isso, tem coisa que a gente tem que assumir que não somos capazes de fazer”, afirmou a cantora.

“É não cumprir o combinado, e nisso sou bem pragmática, gosto que seja cumprido. É ser falso com alguém e depois manipular, insistir no erro, fazer mais de uma vez sabendo o que causou”, continuou a ex-esposa de Whindersson Nunes. “Diz muito sobre a índole da pessoa, sobre ter a mente fraca”.

“É falta de autoestima de quem trai, porque precisa se reafirmar, é bem medíocre. O ato da traição não é a maior questão, porque depende da sua conduta antes e, principalmente, depois, que é a pior parte. Trair é se sentir pequeno, gostar daquela coisa suja mesmo, é falha de caráter”, concluiu Luísa.

*Com informações do portal Terra