Tráfego na SC-108, em Guaramirim, será mantido com restrições

Foto: Divulgação

Por: Elisângela Pezzutti

17/01/2023 - 11:01 - Atualizada em: 17/01/2023 - 17:02

A Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade (SIE) divulgou nota informando que, a partir de amanhã (18), o tráfego de veículos na SC-108, em Guaramirim, será desviado no km 35 por um prazo estimado de 90 dias. Isso se deve ao deslizamento de terra que ocorreu na rodovia em função das chuvas que atingiram a região no último domingo (15). A sinalização será reforçada pela Polícia Militar Rodoviária Estadual, que também irá orientar os motoristas que trafegam pelo trecho.

Segundo o coordenador regional da Defesa Civil Estadual, Sargento Osvaldo Gonçalves, o desvio foi solicitado pela empresa que executa a obra e é necessário porque os motoristas não estavam respeitando a sinalização. “Eu estive lá para fazer uma verificação pessoal dessa situação e constatei que, por ser uma reta, os motoristas trafegam com grande velocidade naquele trecho. Além de atrasar a obra, isso coloca em risco o pessoal que está trabalhando e o próprio tráfego, pois há máquinas em cima da pista”, informou.

De acordo com Gonçalves, foi realizada uma reunião ontem (16) com o comando da Polícia Rodoviária Estadual, engenheiros da Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade, engenheiros e técnicos da Defesa Civil Estadual e representantes da empresa que realiza a obra, com o objetivo de definir uma estratégia que causasse menos transtorno. “Decidimos manter o fluxo na rodovia, só que serão instaladas três lombadas físicas – uma a 500 metros do canteiro de obras, uma mais próxima ao local e outra 500 metros além do canteiro, para obrigar os condutores a diminuir a velocidade. Também será pavimentado um trecho de 200 a 300 metros, para que os motoristas desviem da obra, tudo iluminado e com sinalização. Assim, o tráfego será mantido, mas com sinalização e restrições.

O prefeito de Guaramirim, Luiz Antônio Chiodini, destacou que, em 2019, ocorreu o mesmo problema naquele trecho da rodovia. “Isso prejudicou toda uma logística, não só pelas mercadorias que passam por ali, mas também pelas pessoas que moram na região e os comerciantes, que na época foram os grandes atingidos, principalmente no Bairro Rio Branco até o município de Blumenau. Então, uma interdição ali é prejudicial para todos, com certeza”, afirma.

Chiodini diz ainda que é uma situação delicada, mas que a obra é muito necessária. “Chegou ao limite do limite. Toda chuva que dá acaba por causar deslizamentos. Então a gente tem que torcer para que tenhamos tempo bom, com sol, para que a obra possa avançar e trazer mais segurança para todos que trafegam por ali e tranquilidade para os comerciantes e moradores da região, que necessitam se deslocar para o município de Guaramirim”, finalizou.