Sinos de igrejas vão tocar 200 vezes nesta sexta-feira em Jaraguá do Sul; saiba por que

Foto: Arquivo OCP

Por: Milena Natali

03/05/2024 - 17:05

Nesta sexta-feira (3), Igrejas Evangélicas de Confissão Luterana no Brasil (IECLB) de Jaraguá do Sul e de todo o País vão tocar o sino 200 vezes em homenagem aos 200 anos da chegada das primeiras famílias luteranas em Nova Friburgo, no Rio de Janeiro, no dia 3 de maio de 1824.

A celebração deve durar cerca de quatro minutos e terá início às 18h.

 

Mas afinal, por que tocar 200 vezes?

De acordo com a crença luterana, os sinos tocam para expressar ‘solidariedade na dor’, mas também convidam para agradecer. A ação desta sexta-feira tem como ideia lembrar daqueles que, na morte, não receberam o badalar dos sinos. Além de celebrar as comunidades luteranas ao longo de dois séculos pelo mundo.

 

História por trás dos ‘que não foram acolhidos pelo badalar dos sinos’

Em um contexto histórico, o primeiro ofício realizado pela então recém-fundada comunidade luterana em Nova Friburgo foi o sepultamento do filho do pastor Friederich Sauerbronn, nascido em 17 de novembro de 1823, isso ainda no navio que fez a travessia entre Europa e Brasil.

A mãe do bebê morreu logo após o parto, ele também não resistiu e veio a óbito cerca de seis meses depois. Os sinos não puderam ser tocados para nenhum dos dois. Por isso, hoje, essa e outras muitas histórias são lembradas com carinho e respeito pelas Comunidades Luteranas.

Notícias no celular

Whatsapp