SC tem 36 cidades com abrigos abertos para famílias afetadas pelas chuvas

Foto: Rosiani Heinz/ PMRS

Por: Claudio Costa

08/10/2023 - 06:10 - Atualizada em: 08/10/2023 - 08:04

A Secretaria de Estado da Assistência Social, Mulher e Família contabiliza, na tarde deste sábado (7), 36 cidades com abrigos abertos recebendo famílias que precisaram deixar suas casas em virtude das chuvas em Santa Catarina.

A tendência é que o número aumente nas próximas horas devido a previsão climática e muitas outras já estão com abrigos prontos para serem abertos a qualquer momento em virtude do agravamento da situação.

Para que não falte nada aos abrigados o Governo de Santa Catarina, por meio da Defesa Civil e Assistência Social também já encaminhou para as regiões colchões, kits de higiene, cestas básicas para o primeiro atendimento às famílias.

“Estamos dando todo apoio aos municípios afetados pelas enchentes. Sabemos das dificuldades de cada um, da situação dos abrigos. Nesse momento o importante é cuidar e acolher as pessoas e não deixar falta nada a elas”, disse a secretária, Maria Helena Zimmermann.

Uma sala de situação foi aberta na SAS (Secretaria de Assistência Social, Mulher e Família) e uma equipe técnica faz contato com a equipe da assistência social de todas as cidades que registraram algum tipo de ocorrência cadastrada.

A Secretaria também integra o Grac (Grupo de Ações Coordenadas) que se reúne em situações de emergência na Defesa Civil.

A SAS também disponibiliza o Guia de acesso rápido da atuação socioassistencial em situações de emergência e calamidade.

O intuito é capacitar os profissionais dos municípios sobre como agir quando esses casos acontecem, como utilizar os recursos e outras informações importantes. O material, pode ser baixado no site da secretaria.

Na manhã deste sábado, a secretária e equipe técnica da SAS também tiveram uma reunião com o Ministério do Desenvolvimento, Assistência Social, Família e Combate à Fome para tratar da liberação de recursos da Assistência Social para as cidades atingidas.

Os municípios afetados poderão preencher um formulário e vão receber R$ 20 mil a cada 50 pessoas em abrigos. O valor será liberado em cinco dias.

Maria Helena ainda cobrou do Governo Federal o repasse de recursos para os pequenos municípios de Santa Catarina que tiveram menos de 50 pessoas em abrigos.

A secretária ressalta que a SAS segue acompanhando em tempo real a situação no estado e trabalhando em conjunto com a Defesa Civil e outros órgãos de segurança, para garantir o atendimento a todos.

“Nossa intenção é sempre minimizar os impactos e garantir o atendimento digno a todos aqueles que de alguma forma já foram atingidos pelas chuvas”, comenta.

Notícias no celular

Whatsapp

Claudio Costa

Jornalista pós-graduado em investigação criminal e psicologia forense e pós-graduando em perícia criminal.