Procissão de Corpus Christi em Jaraguá do Sul deve reunir cerca de 5 mil pessoas

Foto: Bruno Gallas/OCP News

Por: Milena Natali

29/05/2024 - 16:05 - Atualizada em: 29/05/2024 - 16:48

Durante a manhã desta quinta-feira (30) acontece a celebração de Corpus Christi no Centro de Jaraguá do Sul. Para marcar a data, voluntários da igreja matriz São Sebastião confeccionam tapetes na rua a partir das 5h, no Centro. Já às 9h ocorre a missa seguida de procissão. No ano passado, a data reuniu mais de 4 mil pessoas. Neste ano, a estimativa é que compareçam cerca de 5 mil.

Segundo a coordenadora da Pastoral de Comunicação, Kamila Salai Floriani Ribeiro, cerca de 300 voluntários irão se juntar na igreja às 4h para dar início aos preparativos dos tapetes que marcam esta data especial para a Igreja Católica. Neste momento, as vias serão parcialmente fechadas pela PM (Polícia Militar), para que os fiéis possam transitar com segurança até o fim da celebração.

A procissão terá início na Avenida Marechal Deodoro da Fonseca e segue em direção à rua Domingos da Nova, seguindo pela rua Reinoldo Rau até a Quintino Bocaiúva, contornando a Praça Ângelo Piazera e retornando à Matriz para a bênção final.

 

Foto: Bruno Gallas/OCP News

Tradição religiosa e cultural

 

O Corpus Christi é uma celebração religiosa que ocorre anualmente na Igreja Católica, geralmente na quinta-feira seguinte ao domingo da Santíssima Trindade, que é o domingo após Pentecostes. Tem como objetivo celebrar o mistério da Eucaristia, que, segundo a fé católica, representa o corpo e o sangue de Jesus Cristo.

Todos os anos, a data reúne milhares de fiéis em todo o mundo para prestigiar este momento. Uma das tradições mais significativas é a confecção de tapetes coloridos nas ruas, feitos de serragem, flores, areia e outros materiais. Esses tapetes formam imagens religiosas, passagens bíblicas e símbolos cristãos.

A data foi instituída pelo Papa Urbano IV em 1264, após um milagre eucarístico ocorrido em Bolsena, na Itália, onde uma hóstia teria sangrado durante a consagração. A celebração foi inspirada também pelas visões da freira agostiniana Juliana de Cornillon, que desejava uma festa específica para honrar a Eucaristia.

As procissões são o ponto alto da celebração. Fiéis acompanham o padre, que carrega o ostensório com a hóstia consagrada, simbolizando a presença de Cristo. Canções, orações e momentos de reflexão marcam o percurso.

Notícias no celular

Whatsapp

Milena Natali

Redatora de entretenimento e cotidiano, apaixonada por contar histórias através da escrita.