Primeiro bebê de 2024, chegou às 1h27 do dia 1º de janeiro e se chama Havi

Foto: Divulgação IgesDF

Por: Isabelle Stringari Ribeiro

05/01/2024 - 09:01 - Atualizada em: 05/01/2024 - 09:24

A entrada de um novo ano simboliza uma nova etapa na jornada da vida. Para Ana Clara dos Santos, de 19 anos, o Réveillon adquiriu um significado adicional: o nascimento de seu filho, Havi Neres dos Santos. O menino veio ao mundo nas primeiras horas de 1º de janeiro, às 1h27, sendo o primeiro bebê a nascer na capital federal em 2024, no Hospital Regional de Santa Maria (HRSM).

Havi veio ao mundo por meio de uma cesariana, apresentando um peso de 3,3 kg e uma altura de 49 cm. Surpreendentemente, a mãe, que estava grávida há 37 semanas, esperava o parto para 14 de janeiro, conforme previsto por outros profissionais. Esta mãe de primeira viagem jamais imaginara que seu filho nasceria durante a virada do ano.

“Minha bolsa estourou no dia 30 (de dezembro), cheguei no hospital e começaram a induzir o parto normal. Achei que ele nasceria dia 31”, relata Ana Clara. Mas como o bebê estava muito alto demorou para descer e chegar na parte expulsiva do parto. Devido à posição da cabeça do bebê, mesmo com todo o empenho e ajuda da equipe médica, não tinha como ele nascer de parto normal. Então, prepararam Ana Clara para a cesárea.

“Eu já estava muito ansiosa, pois é o meu primeiro filho. Estou extremamente feliz por tê-lo nos meus braços, saudável. O Ano-Novo agora ganhou um novo significado para mim e para toda a família”, celebrou Ana Clara.

Segundo bebê de 2024

O segundo bebê a chegar ao HRSM também é um menino e atende pelo nome de Ravi Matos de Oliveira. Ele veio ao mundo por parto normal às 12h43 do dia 1º de janeiro de 2024, pesando 2,5 kg e medindo 45 cm. Apesar de prematuro, o pequeno Ravi e sua mãe, Nathaly de Paula Matos, de 22 anos, estão em boa saúde.

“Planejamos celebrar o Ano-Novo de maneira diferente, mas este foi o melhor presente que já recebi. Minha bolsa estourou no dia 30, e decidimos vir logo, pois eu estava com 35 semanas e poderia ser arriscado”, relatou Nathaly.

Residente em Cristalina (GO), ela veio para Brasília com o marido, Gustavo de Oliveira, de 23 anos. Após o susto inicial, o casal está radiante com a chegada de seu primogênito.

“Estamos muito felizes e realizados. Além de comemorar o Ano-Novo, sempre haverá festa para celebrar o aniversário do Ravi”, afirmou Gustavo.

Foto: Divulgação IgesDF