Prefeitura de Florianópolis vai asfaltar rodovia estadual no Rio Vermelho

Foto: Divulgação/PMF

Por: OCP News Florianópolis

28/03/2024 - 09:03 - Atualizada em: 28/03/2024 - 09:59

A Prefeitura de Florianópolis vai terminar de asfaltar a Rodovia João Gualberto Soares (SC-406), no trecho de 1,51 km que fica no Rio Vermelho que ainda tem pavimentação em lajotas, embora trate-se de uma rodovia estadual. O asfaltamento fará parte das obras de revitalização conduzidas pela Secretaria de Transportes e Infraestrutura. No momento, não há necessidade de desvio de trânsito, de modo que foi adotado apenas o sistema Pare e Siga, entre 8 e 18hs, de segunda à sexta-feira.

Os serviços iniciaram pela retirada do pavimento em lajotas, próximo da entrada da Servidão Antônio Tiago Nunes (Nico). O trecho a ser contemplado vai dali até a Servidão José Ernesto Lucas, e as obras vão acontecer no sentido Ingleses-Barra da Lagoa.

“A administração municipal mais uma vez realiza obra em rodovia estadual dentro da Ilha buscando garantir mais qualidade de vida para os seus cidadãos. Recentemente, revitalizamos trechos da Rodovia Antônio Luiz Moura Gonzaga (SC-406), entre o Rio Tavares e o Porto da Lagoa, e da Rodovia Armando Calil Bulos (SC-403), nos Ingleses”, destaca o secretário de Transportes e Infraestrutura, Rafael Hahne.

Na sequência, será feita a recuperação do sistema de drenagem nos pontos que forem necessários para, então, partir para as etapas relativas ao asfaltamento. Mas o trecho também vai ganhar calçadas uniformes, todas em paver (blocos de concreto intertravados), com meios-fios, deixando para trás a falta de estrutura do tipo ou a miscelânea de pavimentos – como foram feitos pelos proprietários dos imóveis ao longo da via, hoje eles são de concretos variados, de lajotas e até de paver, onde existem. Além de nova sinalização.

A Rodovia João Gualberto Soares (SC-406) tem ao todo aproximadamente 17,6 km de extensão, e vai da Rodovia Armando Calil Bulos (SC-403), nos Ingleses, até a ponte sobre o canal da Barra da Lagoa. As obras têm prazo de oito meses para serem concluídas. Elas estão sendo executadas pela empreiteira Qualidade Mineração Ltda., num investimento no valor de R$ 5.191.151,36.