Pelotão Esperança do 28º GAC comemora 30 anos de criação na terça-feira, dia 21 de novembro

Foto: Divulgação

Por: OCP News Criciúma

20/11/2023 - 14:11 - Atualizada em: 20/11/2023 - 14:47

Criado em 1993, O projeto do Pelotão Esperança atende meninos dos 4º e 5º anos de escolas municipais de Criciúma. As crianças acompanham pela manhã a grade curricular da Secretaria Municipal de Educação de Criciúma e as professoras são vinculadas à Escola Municipal de Educação Infantil e Ensino Fundamental (EMEIEF) Antônio Mangilli, no bairro Primeira Linha. Além das aulas da grade curricular do município, os alunos também praticam atividades de contraturno no 28º Grupo de Artilharia de Campanha, atividades de lazer, viagens de estudos e participam de outros projetos sociais na cidade.

Na próxima terça-feira, dia 21 de novembro, o 28º GAC realizará atividades em comemoração aos 30 anos de criação do projeto, com a presença do Cel Jorge Alberto Durgante Colpo, criador do Pelotão Esperança, do Comandante Militar do Sul, General de Exército Hertz Pires do Nascimento, autoridades militares, autoridades civis, amigos do 28º GAC, colaboradores e amigos do Pelotão Esperança.

Para o Comandante do 28º GAC são 30 anos contribuindo para a formação de cidadãos melhores para a sociedade, compromisso social que o 28º GAC assumiu em 1993.

 

“O Projeto tem um papel crucial no desenvolvimento desses jovens, pois oferece oportunidades para aprender habilidades sociais, cívicas e emocionais fundamentais, promovendo o respeito à pátria, ensinando valores cívicos, civismo e patriotismo. O Pelotão Esperança proporciona um ambiente seguro e educativo para essas crianças. Além de aprenderem sobre respeito à pátria, elas recebem orientações sobre responsabilidade, trabalho em equipe e respeito mútuo. O Projeto também oferece suporte psicossocial e educacional, ajudando a melhorar a autoestima e habilidades de comunicação das crianças”, explica o Tenente Coronel Eduardo Moraes Fonseca, Comandante do 28º GAC.

 

“O impacto é positivo não apenas nas crianças, mas também em suas famílias e na comunidade como um todo. Ao verem seus filhos envolvidos em atividades construtivas e enriquecedoras, as famílias passam a sentir-se mais seguras e confiantes no desenvolvimento dos seus filhos. Além disso, o projeto presta apoio às famílias, oferecendo orientação familiar. O suporte e a assistência oferecidos às famílias através dessa parceria tem um impacto significativo no bem-estar das crianças e na estabilidade familiar,” comenta o Subtenente Silva, Coordenador do projeto em 2023.

 

Ex-alunos participarão da formatura

Mateus Dutra, de 17 anos, participou do projeto em 2011 e 2012. Ele também foi aluno destaque e na época recebeu uma bolsa de estudos para estudar no colégio Michel. Ernesto Sandino dos Santos fez parte da 2ª Turma do Pelotão Esperança, em 1994, e confirmou que estará presente na solenidade. Hoje compondo o efetivo na graduação de Cabo, Caio Paiva Sousa foi aluno do Pelotão Esperança.

“O Pelotão Esperança foi um divisor de águas para mim. Aqui aprendi sobre disciplina e trabalho em equipe. O 28º GAC sempre foi uma grande família e hoje tenho orgulho do tempo que passei aqui como aluno.” Explica Paiva.

A Solenidade que acontece no próximo dia 21 de novembro está aberta a convidados e ex-alunos.