Operação Voltando em Paz: Brasil repatria mais de 1.000 cidadãos da região do conflito no Oriente Médio

Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

Por: OCP News Criciúma

18/10/2023 - 20:10 - Atualizada em: 18/10/2023 - 20:16

O Brasil realizou a “Operação Voltando em Paz”, trazendo de volta à segurança mais de 1.000 cidadãos brasileiros da região do conflito no Oriente Médio. Iniciada no dia 10 de outubro, a operação envolveu um total de seis voos, culminando com o último voo que trouxe 219 brasileiros de volta ao país e está previsto para chegar na madrugada de quinta-feira, 18 de outubro.

O ministro das Relações Exteriores, Mauro Vieira, destacou a importância da operação como a maior iniciativa de repatriação de brasileiros em zona de conflito, excluindo situações relacionadas à pandemia, desde 2006. A operação garantiu o transporte dos brasileiros das áreas centrais de Jerusalém e Tel Aviv até o aeroporto e foi conduzida com o apoio do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

A próxima etapa da operação envolverá a repatriação de brasileiros que permanecem na Faixa de Gaza, que tem sido alvo de bombardeios diários de Israel. O ministro Mauro Vieira mencionou que o presidente Lula manteve contato com o presidente do Egito, El-Sissi, e que o Itamaraty também está em comunicação com autoridades egípcias para permitir a evacuação dos brasileiros assim que a passagem for reaberta.

Para essa finalidade, duas aeronaves, um KC-390 e um KC-30, estão em prontidão, uma em Roma, Itália, e outra no Rio de Janeiro, com o objetivo de trazer mais brasileiros que desejam deixar a região de conflito. Além disso, a operação se estenderá a 15 estrangeiros de países latino-americanos, como Bolívia, Argentina, Uruguai e Paraguai, que solicitaram assistência ao Brasil para sair da zona de guerra. A prioridade nos primeiros voos foi dada aos cidadãos brasileiros, mas a operação continuará atendendo a cidadãos estrangeiros que desejam retornar aos seus países de origem.