Obra na Ponte dos Arcos entra na última etapa da revitalização

Foto: Prefeitura de Blumenau

Por: Milena Natali

07/03/2024 - 08:03 - Atualizada em: 07/03/2024 - 08:51

A revitalização da Ponte dos Arcos se aproxima da reta final dos trabalhos. A Prefeitura de Blumenau por meio da Seplan (Secretaria de Planejamento Urbano) e da Sectur (Secretaria de Turismo) retoma a obra a partir de sexta-feira (8).

Por conta deste serviço, que prevê a implantação de um container no passeio central, o fluxo em uma das pistas da ponte, no sentido Rua Itajaí/República Argentina, fica interditado ao trânsito a partir das 15h, devendo permanecer assim por pouco mais de uma hora.

Conforme a Seplan, para a conclusão da revitalização restam ainda a pintura do canteiro central, além da instalação no novo guarda-corpo e também o paisagismo.

“Temos uma boa perspectiva de que no mês de março toda a obra esteja finalizada e à disposição para contemplação da comunidade e dos turistas, valorizando ainda mais este cartão postal de Blumenau”, enaltece o secretário de planejamento urbano, Éder Boron.

“Este será mais um atrativo turístico para nossa cidade. Um ambiente seguro, iluminado e convidativo, para que todos possam apreciar o rio e o local que abrigou uma importante rota ferroviária. Ambiente propício para um registro fotográfico de Blumenau”, destaca o secretário de Turismo e presidente do Parque Vila Germânica, Marcelo Greuel.

A revitalização da Ponte dos Arcos conta com um investimento de mais de R$ 800 mil, com recursos próprios do município.

 

Ponte dos Arcos

A Ponte Eng. Antonio Vitorino Ávila Filho, popularmente conhecida como a Ponte dos Arcos, constitui uma importante ligação de Blumenau, entre a Rua Itajaí e a Rua República Argentina.

A estrutura foi inaugurada em 1951, porém aberta apenas em 1954, quando o Presidente da República João Café Filho, junto da comitiva realizaram uma histórica viagem de trem em direção à estação terminal em Itajaí, inaugurando assim este importante tronco ferroviário entre as duas cidades.

A ponte possui 160 metros de comprimento, com três arcos atarantados de 41,65 metros cada um e leva o nome em homenagem ao engenheiro Antonio Vitorino Ávila Filho que muito batalhou para a realização da construção.