Músicas de Roberto Carlos, Djavan e Ana Carolina são removidas do Spotify

Foto: Alexandre Lago/Marcos Hermes/Divulgação/Iris Alves/Divulgação

Por: Isabelle Stringari Ribeiro

30/01/2024 - 08:01 - Atualizada em: 30/01/2024 - 08:59

As músicas de Roberto Carlos, Djavan e Ana Carolina foram removidas do Spotify desde o último fim de semana. O que esses três artistas têm em comum é que todos já lançaram álbuns pela gravadora Sony Music.

Além das faixas dos álbuns desses artistas, gravações de composições feitas por outros cantores também foram retiradas, como é o caso do álbum “As canções que você fez pra mim”, em que Maria Bethânia interpreta músicas escritas por Roberto Carlos.

Quais músicas estão indisponíveis? Durante o fim de semana, as músicas de Roberto Carlos, Ana Carolina e Djavan foram retiradas do ar no Spotify. No entanto, há exceções, como o álbum “Roberto Carlos” de 1971, que ainda está disponível na íntegra na plataforma. Entretanto, algumas faixas desse álbum, como “Emoções”, “Fera ferida”, “Cavalgada” e “As curvas da estrada de Santos”, estão indisponíveis.

Gravações de composições desses artistas feitas por outros cantores também foram removidas. Um exemplo é “Além do horizonte”, na versão de Jota Quest, e músicas do álbum “As canções que você fez pra mim”, em que Maria Bethânia canta músicas de Roberto Carlos.

“Neste fim de semana, tomamos conhecimento de que algumas músicas do Djavan ficaram indisponíveis no Spotify. Não sabemos ainda o motivo do ocorrido, mas tanto a Luanda Records, selo do artista, como gravadoras e parceiros que distribuem suas obras, estão apurando com a plataforma de streaming o que pode ter acontecido”, diz o comunicado.

No caso de Ana Carolina, músicas de seis álbuns estão indisponíveis, incluindo “Encostar na tua”, “Pra rua me levar”, “Elevador” e “Cabide”. No entanto, seu trabalho mais recente, “Fogueira em alto mar” de 2019, permanece na plataforma.

Já Djavan teve músicas como “Oceano”, “Flor de Lis”, “Sina”, “Se…”, “Samurai” e “Eu te devoro” retiradas do ar. No entanto, as músicas de seu álbum mais recente, “D”, continuam disponíveis.

O que dizem os artistas?

A gravadora Sony Music afirmou à reportagem do g1 que a resposta sobre essa remoção é de responsabilidade do Spotify.

O que diz o Spotify?

Até o momento, o Spotify não forneceu retorno sobre o motivo da remoção das músicas.

Outros casos

Vale mencionar que em 2022, Neil Young e Joni Mitchell retiraram suas músicas do Spotify devido à plataforma manter um podcast controverso de Joe Rogan, que transmitia desinformação sobre a Covid-19. No ano anterior, em maio, a Sony, responsável pelos direitos de Nelly Furtado e outros autores estrangeiros da música “Say it right”, solicitou a retirada da música “Lovezinho” da cantora carioca Treyce, por usar um trecho da música da artista canadense. No entanto, a situação atual é diferente, já que nenhum dos artistas solicitou a retirada das faixas ou estava ciente da indisponibilidade.